Na Espanha

Em entrevista, Pelé fala sobre seu filme e coloca Messi como “príncipe”

O Rei do Futebol falou à revista Magazine de La Vanguardia sobre suas origens e a emoção de ser homenageado em mais um filme.
Gazeta Esportiva15/05/2016 às 11h23

BRASIL - Prestes a ter o filme sobre o começo de sua carreira estreando em solo espanhol, o Rei do Futebol, falou à revista Magazine de La Vanguardia sobre suas origens e a emoção de ser homenageado em mais um filme. Perguntado, ainda, sobre “quem seria o príncipe do futebol”, Pelé não titubeou em apontar o argentino Lionel Messi.

“Dos últimos 15 anos Messi é o príncipe. Não digo que é o Rei porque meus pais fecharam a fábrica e quebraram o molde. O Rei só tem um”, brincou Pelé. “Dos argentinos, acho que Di Stefano foi o mais completo, mais ainda que Maradona ou Messi”, acrescentou.

Para o futebolista, o esporte mundial poderia ter muitos Reis. “Muhammad Ali por ter marcado toda uma época. Ou Roger Federer. É muito difícil falar. O.J. Simpson também fez coisas incríveis e, claro, tem o velocista jamaicano Usain Bolt, que eu conheço pessoalmente”, comentou o Rei do Futebol.

Pelé ainda falou que não gostaria de jogar no futebol dos dias de hoje, em que o esporte está cercado de muitos meios de comunicação que não existiam à época. “Estou contente em ter jogado na minha época. É verdade que hoje tudo seria mais fácil. Jogadores como Di Stefano e eu poderíamos ter muito mais registros de nossas partidas”, apontou. “Esse filme vai servir para que muita gente se familiarize com a minha figura”, adicionou Pelé sobre a produção “Pelé – o nascimento de uma lenda”.

Tendo estreado no dia 13 de maio nos Estados Unidos e chegando à Espanha, Pelé contou que se emocionou muito ao lembrar de seu pai e de seus ensinamentos durante as filmagens do filme. “Espero que esse filme possa mostrar para as futuras gerações que uma pessoa precisa ter base, apoio familiar e humildade”, disse o Rei.

Dirigido por Michael e Jeff Zimbalist e todo em inglês, o filme irá ilustrar o início de Pelé no futebol até a conquista da Copa de 1958. Com Leonardo Lima Carvalho e Kevin de Paula vivendo o Rei em sua infância, o filme ainda conta com Seu Jorge como Dondinho, pai do craque, Felipe Simas como Garrincha e Vincent D’Onofrio como Feola, técnico da Seleção Brasileira em 1958.

“No filme se vê de onde saí, que eu engraxava sapatos em Bauru quando meu pai estava doente. É uma mensagem simples: um atleta que pode se comunicar com o mundo pela linguagem universal, o futebol”, completou.

Confira o trailer oficial do filme, em inglês:

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.