Primeira Liga

Eliminado, Cruzeiro faz dever de casa e bate Atlético-PR

Mesmo com a derrota no Mineirão, o Furacão está classificado para as semifinais.
Gazeta Esportiva09/03/2016 às 22h42

BELO HORIZONTE - A classificação veio, mas não foi do jeito que Paulo Autuori queria. Das arquibancadas do Mineirão, o recém-contratado técnico do Furacão viu seus novos comandados sofrerem a virada dos reservas do Cruzeiro e ainda teve tempo de ver o meia Nikão perder um pênalti no final da partida. A derrota por 2 a 1 só não foi mais lamentada pelo Atlético-PR, porque, com o empate entre Flamengo e Figueirense, o time paranaense garantiu vaga nas semifinais da Primeira Liga, ao menos, como melhor segundo colocado da competição.

Pelo lado do Cruzeiro, a eliminação precoce da Primeira Liga pelo menos foi amenizada com a vitória desta quarta-feira, a única da equipe celeste na competição. O ponto negativo da partida ficou por conta do público, 4.476 pagantes, o pior público da história do novo Mineirão.

O Jogo

Tendo o empate como placar favorável, o Atlético-PR optou por se fechar no campo de defesa, dando a bola ao Cruzeiro que, com uma equipe desentrosada e recheada de reservas, tinha muitas dificuldades para armar jogadas ofensivas. Diante disso, a partida no primeiro tempo foi extremamente lenta, apresentando duas equipes muito pouco inspiradas em campo.

A primeira finalização em direção ao gol foi acontecer apenas aos 30 minutos, em arremate de longa distância do uruguaio Gino. O clima morno e, até certo ponto, entediante do jogo no Mineirão, contudo, acabou quebrado três minutos depois, após Pablo aproveitar falha da zaga cruzeirense e bater no canto, abrindo o placar.

Ao contrário do que se esperava, o gol do Furacão pouco alterou a velocidade da partida, muito em razão da atuação muito ruim do Cruzeiro, que não mostrava qualidade para atacar e exagerava na troca de passes no campo de defesa.

No segundo tempo, o time mineiro tentou se fazer mais incisivo em suas jogadas ofensivas e chegou a ter duas boas oportunidades no começo da etapa final com o zagueiro Bruno Viana e o lateral Fabrício. O começo positivo, contudo, não durou muito, e o Cruzeiro voltou a ficar preso na marcação do Atlético-PR, que não deixava o campo de defesa.

Ainda assim, o Cruzeiro conseguiu empatar o jogo aos 30 minutos. Em contra-ataque veloz, a bola chegou para Fabrício que cruzou para Elber escorar e Douglas Coutinho mandar a bola para dentro das redes. O resultado empolgou o time celeste, que virou quatro minutos depois, em belo chute de Elber.

No final da partida, o Atlético-PR quase empatou, em pênalti marcado nos acréscimos. Porém, Nikão acabou batendo mal, e o goleiro Rafael acabou fazendo a defesa, garantindo a vitória cruzeirense.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.