Futebol

Marco Polo Del Nero volta após licença e reassume presidência da CBF

O vice Marcus Vicente, que ocupou o posto interinamente, deixa a função.
Gazeta Esportiva05/01/2016 às 23h36

RIO DE JANEIRO - Em comunicado oficial emitido no fim da tarde desta terça-feira, a CBF informou que o presidente Marco Polo Del Nero retornou ao cargo após período licenciado para se defender de denúncias de corrupção. Assim, o vice Marcus Vicente, que ocupou o posto interinamente em sua ausência, deixa a função.

O mandatário ficou afastado do cargo por mais de um mês, uma vez que protocolou seu pedido de licença no dia 3 de dezembro de 2015. Pouco antes disso, o dirigente foi indiciado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, ao lado do ex-presidente da CBF Marcelo Teixeira, por suspeita de participação em esquemas de pagamento de propina, subornos e outras atividades ilegais.

Quanto a Marcus Antônio Vicente, apesar do período curto no poder, o interino teve vida agitada na entidade. Dez dias depois de assumir o cargo, ele realizou eleições para substituir José Maria Marin, que está preso em regime domiciliar nos Estados Unidos, como vice-presidente da entidade.

Candidato único e nome da situação, Antônio Carlos Nunes, conhecido como Coronel Nunes, foi eleito, em dia marcado também por protestos do movimento Bom Senso FC contra o atual cenário político do futebol brasileiro.

Nos bastidores, considera-se a possibilidade de que Del Nero fique poucos dias no cargo antes de deixá-lo novamente, sob licença ou até renúncia, para que Antônio Carlos Nunes assuma o posto. Os opositores ao presidente da CBF, dentre os quais está o senador Romário, acusam-no de manobra política para manter sua base aliada no poder, que se concluiria com a rápida ascensão de Coronel Nunes, presidente da Federação Paraense, ao mando da entidade.

Depois de um mês e dois dias no cargo mais alto dos bastidores da modalidade no país, Marcus Vicente diz ter cumprido sua missão e faz avaliação positiva da experiência. Ele também ressalta que voltará suas atenções a outro cargo importante que exerce, o de deputado federal pelo Espírito Santo.

“Venho a público dar uma satisfação. Cumpri minha missão como interino na CBF, conforme estava combinado com o presidente licenciado Marco Polo Del Nero, que eu ficaria até o dia 5 de janeiro. Agora vou cuidar do meu mandato de deputado federal e cumprir o compromisso que tenho com o Espírito Santo e todo o Brasil. Agradeço a todos os funcionários da casa, aos desportistas e a todos os brasileiros pelo apoio neste período de interinidade na CBF”, comenta.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.