Vídeo

Parado em blitz, Gabriel Jesus denuncia conduta racista de policiais

Filmagem postada na rede social mostra o jogador sendo abordado por dois policiais.
Gazeta Esportiva31/12/2015 às 16h42

SÃO PAULO - Um vídeo de 30 segundos com o atacante palmeirense Gabriel Jesus parado numa blitz policial circulou pela internet nessa semana. A filmagem, postada na rede social YouTube no último dia 21, mostra o jogador sendo abordado por dois policiais no bairro Jardim Peri, local em que cresceu na Zona Norte de São Paulo. Ele estava acompanhado de um amigo que também teve de mostrar os documentos às autoridades. Segundo o atleta, o episódio evidencia os critérios racistas que marcam a ação de policiais nas periferias brasileiras.

A dupla foi liberada após a abordagem e deixou o local num veículo branco. É possível ouvir durante o vídeo uma série de transeuntes gritando para Gabriel Jesus. Alguns vibram com a passagem do jogador pelo bairro, enquanto outros tentam chamar a atenção do jovem gritando o nome do rival Corinthians. Uma mulher mais exaltada parece tentar alertar os policiais para o fato de o jovem ser atleta do Verdão.

Em uma postagem na rede social Instagram, Gabriel Jesus respondeu a perguntas dos seguidores sobre o incidente. O atleta disse que não havia cometido nenhum ato ilícito e denunciou a conduta racista dos policiais. “Foi apenas um enquadro onde um menino da pele escura não pode andar em um carro bonito e na comunidade onde cresceu [sem] que a polícia mande parar”, postou o jogador. “Todos sabem que é difícil ser negro e andar em um carro bonito na comunidade onde crescemos. Quem me conhece sabe o meu caráter”.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.