Série A

Timão visita Vasco na tentativa de confirmar hexa do Brasileiro

Corinthians precisa vencer em São Januário para comemorar o título.
Gazeta Esportiva19/11/2015 às 10h05

RIO DE JANEIRO - O Corinthians só depende de si para conquistar o título do Campeonato Brasileiro na noite de quinta-feira. Uma vitória sobre o Vasco, em partida marcada para as 22h (de Brasília), em São Januário, dará ao clube do Parque São Jorge seu sexto troféu do Nacional – e complicará demais a situação do rival na luta contra o rebaixamento.

A diferença entre os 76 pontos do time paulistano e os 33 do carioca é um bom retrato das campanhas. Os comandados de Tite poderão ser campeões com três rodadas de antecedência mesmo se não vencerem, desde que o vice-líder Atlético-MG não triunfe sobre o São Paulo, no Morumbi.

Com 11 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o primeiro está em posição tão tranquila que Vagner Love brincou: os atletas merecerão “apanhar de vara de goiaba” se o título não for obtido até o dia 6 de dezembro. Mas a ideia é finalizar a disputa agora e curtir o clássico contra o São Paulo, no domingo, em Itaquera, sem amarras.

Para os corintianos, concretizar o hexa com vitória no Rio teria um sabor especial por representar espécie de vingança. Foi uma derrota para o Vasco, na penúltima rodada do Brasileiro de 2007, que empurrou o time da zona leste de São Paulo à segunda divisão. Agora, o favor pode ser devolvido.

A importância do jogo para as duas equipes e o histórico recente de violência entre suas torcidas gera preocupação. As diretorias procuraram agir amigavelmente nos dias que antecederam a disputa – com cordialidade na distribuição de ingressos aos visitantes e agradecimento destes – e a Polícia Militar armou um esquema para chegada segura dos torcedores quase campeões a São Januário, cujo acesso costuma ser complicado.

Em campo, o Corinthians dificilmente terá à disposição para toda a partida seus jogadores que atuaram na vitória da Seleção Brasileira sobre o Peru, na noite de terça. Gil, Elias e Renato Augusto deverão ficar no banco de reservas e ter suas vagas ocupadas por Edu Dracena, Bruno Henrique e Rodriguinho.

Do lado cruzmaltino, como o julgamento do atacante Rafael Silva foi adiado, o técnico Jorginho poderá repetir a formação responsável pelo triunfo sobre o Palmeiras, em São Paulo, no último final de semana. O time está em ascensão e, na luta contra a degola, julga-se capaz de superar o líder.

“Vejo com bons olhos esse jogo agora. Pode ser a nossa virada. A gente está sempre batendo na trave para sair da zona de rebaixamento, e falta um detalhe. Espero que, depois desse jogo, a gente possa estar sorrindo com a vitória e até olhando a tabela para sair da zona”, disse o zagueiro Rodrigo.

Se o capitão vascaíno não estiver sorrindo ao apito final, ao menos 30 milhões estarão. O Corinthians não está com pena da situação do Vasco e espera deixar São Januário com um troféu assegurado – como fez em 1930, na conquista que lhe rendeu o título de “campeão dos campeões”.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.