Copa América

Neymar se sente perseguido e ataca "juiz fraco" após expulsão

Atacante da Seleção Brasileira foi expulso já com o jogo encerrado.
Gazeta Esportiva18/06/2015 às 09h54

SANTIAGO - Neymar ainda estava inconformado ao deixar o Estádio Monumental após a derrota por 1 a 0 para a Colômbia desta quarta-feira, pela segunda rodada da Copa América. A sua irritação não era com os jogadores adversários, com quem se desentendeu no gramado, mas com o árbitro chileno Enrique Osses, que o expulsou já com o jogo encerrado.

“Para mim, as regras são sempre diferentes. Eles usam tudo contra mim. O jogador deles (Cuadrado) limpou a espuma da falta e não tomou amarelo. Eu tomei no jogo passado. A bola pegou na minha mão sem qualquer intenção, e mais um amarelo. São coisas que acontecem. Quando você coloca juiz fraco para apitar, acontece isso”, desabafou.

O sentimento de perseguição sobrepujou as provocações que Neymar escutou durante a partida. O jogador foi a campo pressionado pelo processo que investiga a sua saída do Santos para o Barcelona e reencontrou Zúñiga, o defensor que o tirou da última Copa do Mundo com uma joelhada.

“Eles não me tiraram do sério. Só fico p... com os árbitros, que não apitam direito”, repetiu Neymar, que chutou a bola em cima de Armero no final da partida e ameaçou dar uma cabeçada em Murillo, tirando satisfações. Acabou levando um empurrão de Bacca, também expulso. “Houve a confusão, mas não precisava expulsar.”

Independentemente dos problemas disciplinares, Neymar não conseguiu fazer a diferença com a bola nos pés. “Confesso que o nosso time não foi bem hoje, que não joguei bem. Sem problemas, assumo a total responsabilidade”, disse.

Com Neymar em campo, o Brasil não perdia um jogo desde o 1 a 0 para a Suíça, em Basel, em 14 de agosto de 2013. Na ocasião, o lateral direito Daniel Alves anotou um gol contra. A Seleção agora terá de lidar com o desfalque do seu astro na sequência da Copa América.

“Não existe jogador invencível. Eu perderia com a Seleção em uma hora, e acabou acontecendo hoje. Mas confio nos meus companheiros para que possamos vencer a próxima partida”, concluiu Neymar, referindo-se ao duelo de domingo com a Venezuela.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.