Campeonato Paulista

Com time misto, São Paulo joga mal e fica no empate com Rio Claro

Sem usar força máxima fora de casa, Tricolor empatou sem gols.
Gazeta Esportiva01/03/2015 às 19h44

RIO CLARO - O técnico Muricy Ramalho preservou alguns de seus principais jogadores neste domingo e não viu uma grande atuação da equipe mista diante do Rio Claro. Em partida disputada no estádio Dr. Augusto Schimidt Filho, o Tricolor ficou no empate por 0 a 0, pelo Campeonato Paulista.

O treinador são-paulino não colocou força máxima neste domingo. Rafael Toloi, Denilson, Ganso e Luis Fabiano nem sequer foram para Rio Claro, assim como Dória, lesionado. Já Bruno viajou com o elenco, mas ficou no banco de reservas. Assim, Auro, Lucão, Edson Silva, Thiago Mendes, Centurión e Alan Kardec ganharam chance.

Porém, o time não criou grandes chances de balançar a rede do adversário, que se fechou bem em casa. Além da preocupação do que faria em campo, o São Paulo também estava atento para o problema da dengue em Rio Claro, inclusive com a promessa de usar repelente.

Mesmo com o empate, o time de Muricy Ramalho ainda lidera o grupo A do Paulistão, com 17 pontos, e tem a semana livre para se preparar para o clássico contra o Corinthians, no domingo. Já o Rio Claro tem oito pontos, em terceiro no grupo B.

O jogo - O São Paulo começou a partida apostando em jogadas pelo lado esquerdo. Assim com menos de dois minutos, Centurión cruzou e viu o goleiro Richard rebater mal, deixando a sobra para Auro, mas o garoto chutou por cima do gol. No lance seguinte, mais uma vez pela esquerda, Michel Bastos acertou a marcação ao tentar cruzar.

Pouco depois, Michel Bastos recebeu completamente livre na área e deu um chapéu no goleiro, mas o árbitro marcou impedimento. Mesmo com o interesse em atacar, o time dirigido por Muricy Ramalho exibia dificuldade pela falta de entrosamento entre os reservas e pelo forte bloqueio defensivo armado pelos donos da casa.

Assim, apesar dos avanços iniciais, os visitantes não conseguiam levar efetivamente perigo à meta de Richard. O Rio Claro também não se arriscava na frente, chegando apenas nos momentos em que não corria o perigo de levar contragolpes, como em faltas e cruzamentos de Guaru.

O bem posicionado sistema defensivo dos donos da casa fizeram Alan Kardec e Alexandre Pato ficarem apagados durante a maior parte do primeiro tempo. Aos 26, Kardec até tentou fazer boa jogada, girando na frente da marcação pela direita e cruzando rasteiro. A bola passou pelo goleiro, mas o zagueiro tirou antes de Pato alcançar.

Pouco depois, em cobrança rápida de lateral pela esquerda, Michel Bastos recebeu na área e levantou na meia-lua para Alexandre Pato, que emendou de primeira, mas para fora. Antes do fim da etapa, Rogério Ceni também teve chance em cobrança de falta da meia-esquerda, bem perto da área, mas mandou por cima da meta.

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, e o Rio Claro surpreendeu se arriscando na frente. Logo no primeiro lance, Renan Luis cruzou da esquerda, e Rodolfo cabeceou errado. No lance seguinte, Ceni deixou a área para tirar a bola de Guaru e, no rebote, Alê tentou aproveitar o gol vazio, mas mandou para fora.

Pouco depois, Paulinho recebeu cruzamento de Rodolfo na primeira trave e desviou para fora. Ao perceber que o São Paulo encontrava ainda mais dificuldade na frente, Muricy Ramalho fez duas mudanças aos 15 minutos. Alexandre Pato e Centurión deixaram o jogo para as entradas de Cafu e Boschilia.

Logo depois das mudanças, Michel Bastos pegou bola espirrada na entrada da área e chuta na rede pelo lado de fora. O técnico Antônio Carlos Buião também mudou sua equipe, tirando Matheus para a entrada do ex-palmeirense Patrik.

Apesar das alterações, os times continuaram sem muita força ofensiva, disputando uma partida de poucas emoções. O Tricolor só voltou a levar perigo aos 28 minutos, quando Cafu fez boa jogada individual pela direita e rolou na área para Alan Kardec, que arrematou no canto, mas Richard se esticou e fez grande defesa.

Já perto do fim do jogo, Cafu caiu na área em disputa com Gilberto e pediu pênalti. O árbitro não viu irregularidade na jogada e mandou o jogo seguir. O São Paulo, então, não viu novas oportunidades para ameaçar e teve de se contentar com empate.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.