Seleção Brasileira

Goleiros pregam respeito a Julio Cesar e brigam por duas vagas para 2014

Gazeta Esportiva08/10/2013 às 16h33

BRASIL - Após ser um dos destaques da Seleção Brasileira na conquista da Copa das Confederações, em junho deste ano, Julio Cesar ganhou a confiança de Luiz Felipe Scolari e foi garantido, segundo declarações do próprio treinador, na convocação dos 23 atletas que disputarão a Copa do Mundo do ano que vem, no Brasil. No entanto, uma grave lesão sofrida pelo arqueiro no último mês (fratura no dedo médio da mão esquerda e luxação em dois da direita) tirou-o dos amistosos contra Coreia do Sul e Zâmbia, nesta semana, na Ásia, e pode abrir vaga para um novo goleiro no Mundial do ano que vem.

Isto porque se somente Jefferson e Diego Cavalieri estiveram ao lado de Julio na lista do torneio deste ano, Victor foi chamado para as partidas amistosas, ganhando, assim, uma oportunidade para mostrar o seu trabalho a Felipão. Se o goleiro do Queens Park Rangers estivesse em condições de atuar, certamente um dos três não estaria em Seul e perderia espaço na briga pelas duas vagas restantes para a Copa de 2014.

Assim, o discurso dos ‘candidatos’ é parecido: Respeito por Julio Cesar e oportunidade de cavar um lugar no Mundial enquanto a lesão do goleiro titular abre vaga para mais um arqueiro nos amistosos. “Até a Copa do Mundo tem muito chão. O importante é, quando vem a oportunidade na Seleção, fazer um bom trabalho - principalmente no dia a dia, no clube, manter a regularidade, e manter um bom nível de apresentação, para poder estar sonhando em fazer parte do grupo para 2014”, destacou Diego Cavalieri, considerado reserva de Julio e Jefferson, mas a frente de Victor na concorrência.

O goleiro do Atlético-MG, aliás, destacou a amizade entre os jogadores da posição e disse ver a ‘disputa’ como boa para a evolução da Seleção Brasileira. “Independente dessa concorrência, dessa disputa por vaga, a amizade sobressai. Um torce pelo outro. Quando há essa amizade, essa disputa sadia, o nível técnico melhora. É sempre com muito respeito, com muita amizade, que se faz com que esse trabalho possa crescer”, afirmou.

Para Jefferson, reserva imediato de Julio Cesar, a vaga na convocação do Mundial está próxima, mas ainda não garantida. “Acho que todo treinador tem jogadores de confiança, independente se é no jogo. Tem jogadores que adquirem a titularidade sem jogar, nos treinamentos. O Felipão olha tudo”, disse o jogador. “Ele sabe do meu trabalho, do meu potencial. Eu adquiri a confiança dele tanto no Botafogo quanto nos treinamentos, mas ninguém tem cadeira cativa”, acrescentou.

A Seleção Brasileira está concentrada em Seul, na Coreia do Sul, desde a última segunda-feira. Nesta terça, os jogadores realizaram apenas treinamento físico na academia do Grand Hotel Hilton, onde estão hospedados, mas devem ir a campo em atividades na quarta, quinta e sexta. No sábado, a equipe encara a Coreia do Sul, às 8 horas (de Brasília), e, na próxima terça, pega a seleção de Zâmbia, às 8h45, em Pequim, na China.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.