Campeonato Brasileiro

Atlético-MG marca gol de pênalti no fim e bate o Santos na Vila Belmiro

Galo está na sétima posição do Brasileirão, e Peixe ocupa o 13º lugar.

Gazetapress

O Atlético-MG derrotou o Santos fora de casa.
O Atlético-MG derrotou o Santos fora de casa. (Pedro Souza / Clube Atlético Mineiro)

SANTOS - O Santos segue sem embalar no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, o Peixe perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, em plena Vila Belmiro, pela 30ª rodada do torneio. Hulk e Nacho fizeram para os visitantes, enquanto Marcos Leonardo descontou.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano caiu para a 13ª colocação, com 37 pontos, e desperdiçou a chance de encostar no G6. O Galo, por sua vez, foi a 46, na sétima posição. O primeiro clube dentro da zona de acesso à Libertadores de 2023 é o Athletico-PR, que tem 48.

O Santos volta a campo agora na próxima segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), quando recebe o Juventude, pela 31ª rodada do Brasileirão. Já o Atlético-MG encara o Ceará no domingo, às 18 horas, no Mineirão.

O jogo

Embalados pelo apoio da torcida, os mandantes iniciaram a partida buscando apertar. Com o relógio marcando quatro minutos, saiu a primeira grande chance de gol. Após cobrança de falta, Soteldo pegou a sobra e cruzou com precisão para Marcos Leonardo, que saiu sozinho nas costas da marcação. O camisa 9, porém, testou sem direção.

Aos 19, o atacante teve outra oportunidade de ouro. Sánchez cobrou escanteio pela direita, Luiz Felipe desviou e deixou na medida para Marcos Leonardo, que estava livre na pequena área, mas finalizou em cima de Everson, que defendeu com o pé.

Do outro lado, os visitantes assustaram aos 25 minutos. Pavón disparou pela esquerda, fintou a marcação e bateu colocado, obrigando João Paulo a se esticar todo para espalmar para o lado.

Na sequência, um lance preocupou a torcida santista. Soteldo arrancou em contra-ataque e, ao passar por Jemerson, caiu no gramado sentindo muita dor. O venezuelano imediatamente pediu para sair e deu lugar a Lucas Braga.

Passado o susto, o Peixe tentou voltar a apertar os rivais. Aos 34, Felipe Jonatan arriscou da entrada da área e tirou tinta da trave. No lance seguinte, foi a vez de Lucas Braga tentar. Em jogada individual pela esquerda, o atacante passou pelo zagueiro e chutou para a defesa de Everson.

O goleiro voltou a trabalhar aos 42. Sánchez foi acionado na ponta direita e cruzou na cabeça de Marcos Leonardo, que parou, mais uma vez, no arqueiro.

Na volta do intervalo, o Santos seguiu criando chances. Com seis minutos, Sánchez recebeu cruzamento de Ângelo e emendou um belo voleio. A bola passou raspando a trave e se perdeu pela linha de fundo.

Nos minutos seguintes, o Atlético-MG cresceu no jogo e passou a rondar a área santista. A equipe mineira sofreu para construir oportunidades reais, mas, aos 26, conseguiu balançar as redes. Felipe Jonatan falhou ao tentar afastar a bola e entregou nos pés de Guga. O lateral, então, rolou para Hulk, que dominou e bateu com categoria para abrir o placar.

O Alvinegro Praiano teve uma grande chance de empatar logo na sequência. Marcos Leonardo recebeu bom lançamento, invadiu a área e ficou cara a cara com Everson, que brilhou mais uma vez.

Já aos 40, Marcos Leonardo enfim venceu o duelo contra o goleiro. Ângelo fez jogada pela direita e foi derrubado na área, gerando pênalti para os donos da casa. O camisa 9 assumiu a responsabilidade e deixou tudo igual.

A alegria dos santistas, entretanto, durou pouco. Isso porque, aos 45 minutos, Nathan derrubou Nacho na área. O árbitro sinalizou pênalti e expulsou o lateral. O meia argentino converteu e recolou os mineiros na frente.

Nos minutos finais, o Santos tentou apertar em busca de um tento salvador, mas nada foi suficiente para evitar a derrota.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.