Campeonato Maranhense

Marlon Cutrim lamenta erros do Cordino, mas ainda acredita em reação

Para se classificar, o Cordino terá que vencer o Moto por três gols de diferença.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte30/04/2016 às 20h02

BARRA DO CORDA - Ainda sonhando em disputar uma competição nacional pela primeira vez em sua história, o Cordino sofreu um duro baque na tarde deste sábado (30): mesmo atuando ao lado de sua torcida, no Estádio Leandrão, a Onça de Barra do Corda foi derrotada pelo Moto Club por 2 a 0, em partida válida pelas semifinais do segundo turno do Campeonato Maranhense, e terá que quebrar a grande vantagem motense no segundo duelo da série, em São Luís.

Em entrevista à rádio Mirante AM, o técnico Marlon Cutrim lamentou as chances desperdiçadas, mas elogiou a disposição do Cordino em toda a partida e o time do Moto Club. Além disso, o comandante da Onça frisou que ainda acredita em uma reação nas semifinais.

“Nós tivemos a infelicidade de não fazer o gol. Criamos oportunidades, mas o Moto teve sorte, aproveitou as nossas bobeiras e marcou os gols. O Moto é uma grande equipe, a gente não podia bobear. Agora vamos trabalhar para tentar buscar esse resultado fora de casa, não está perdido, a gente pode ganhar lá. É difícil, mas não é impossível”, disse Marlon.

Para garantir uma vaga na final do segundo turno do Estadual e continuar na briga pela segunda vaga do futebol maranhense no Campeonato Brasileiro Série D, o Cordino precisa vencer o Moto Club por três ou mais gols de diferença na segunda partida das semifinais, que será disputada nesta quarta-feira (4), às 20h15, no Estádio Castelão, com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.