Chapadinha

Ação do Ministério Público tenta coibir abusos sonoros

Medida antecede chegada de aparelhos de mediação sonora ao município de Chapadinha.
Imirante 12/11/2009 às 12h41

SÃO LUÍS - Uma iniciativa Ministério Público, por meio da 2ª Promotoria de Justiça, com o apoio das Policias Civil e Militar de Chapadinha, reuniu, na tarde desta quarta-feira (11), no auditório do Fórum do município, aproximadamente 30 motoristas adeptos de som automotivo, a fim de orientá-los sobre o nível de som permitido. Para a reunião, foram identificados vários usuários, em uma triagem aleatória. O promotor de Justiça responsável pela iniciativa, Fábio Menezes, fez questão de ressaltar que não se tratava de uma acusação ou de uma declaração de ato ilegal.

A "conversa educativa", como definiu o próprio promotor, antecede a chegada dos decibelímetros - aparelhos de mediação sonora - para órgãos responsáveis pela fiscalização: Polícia Militar, Civil, Guarda Municipal, quanto para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. A partir de agora, as fiscalizações se tornarão mais rigorosas e os infratores serão punidos legalmente, segundo o promotor.

As ações têm por finalidade manter a ordem no município e o bem-estar dos moradores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.