Propaganda ilegal

Justiça Eleitoral suspende Caxias Fest

TV Mirante e Rádio Mirante AM 22/09/2006 às 12h30

SÃO LUÍS - A Prefeitura de Caxias recorreu da decisão de Justiça Eleitoral que proibiu a realização do “Caxias Fest”. As pessoas da cidade reagiram com revolta à decisão, principalmente por parte dos barraqueiros, que tiveram prejuízo.

A Justiça eleitoral entendeu que o evento estava vinculado à promoção de candidatos. Já no início da noite de ontem (21), as bandas testavam os instrumentos, quando chegou a ordem para parar tudo. A revolta foi geral.

A denúncia partiu do Ministério Público, que achou estranha a mudança da data do evento, que tradicionalmente acontece em julho, para menos de 15 dias das eleições.

Mas, para o promotor Pedro Lino, pior foi a distribuição de um panfleto, que, na opinião dele, vincula o ‘Caxias Fest” à promoção de candidatos.

- Eu cheguei a colher na rua pelo menos um panfleto desse na rua. com base nisso, eu não tive outra alternativa. No exercício da obrigação do MP de fiscalizar o pleito, de entrar com pedido de suspensão, de instar o poder de polícia do juiz eleitoral para que ele suspendesse o evento. Porque a gente não pode ficar parado, estagnado na Promotoria, esperando que as coisas caiam do céu, disse

O panfleto chegou às mãos do juiz eleitoral Paulo Vieira que fiscaliza a propaganda eleitoral em Caxias.

- No panfleto, aparece, “eu posso até ler pra vocês, dizendo: nos dias 21, 22 e 23, Milton e Raíssa, são o nome dos jovens no panfleto, vão voltar a agitar o segundo Caxias Fest. No dia primeiro de outubro, eles votar nos melhores candidatos para a juventude de Caxias. No verso do panfleto continua, “você pode gostar de axé, rock,forró ou pop. Mas no dia primeiro de outubro, o melhor para Caxias é votar nos candidatos da honestidade, decência e competência. Abaixo disso, no mesmo panfleto, vem o nome, numero de fotos dos candidatos. É uma coisa bem óbvia dessa vinculação do evento com propaganda promocional dos candidatos, afirmou.

A Prefeitura de Caxias não quis comentar a decisão da Justiça Eleitoral. Mas disse que está recorrendo da decisão. Na entrada do local onde aconteceria o Caxias Fest, tropas da PM para garantir o cumprimento da lei.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.