Orientações

Black Friday: cinco dicas para controlar o impulso ao fazer compras on-line

Promoções e descontos podem levar você ao vermelho no final do mês sem nem perceber; especialista dá dicas de educação financeira.
Divulgação / assessoria24/11/2021 às 13h20
Black Friday: cinco dicas para controlar o impulso ao fazer compras on-lineQuase 60% dos consumidores realizam compras por impulso, revela pesquisa da CNDL. (Foto: Divulgação)

BRASIL - Próximo da chegada do verão, férias e Black Friday, a mão do brasileiro começa a coçar para gastar tudo que tem (e não tem) em compras on-line. Pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que quase 60% dos consumidores realizam compras por impulso.

“Esse impulso pelas compras também envolve questões emocionais, usadas até como desculpa para o consumo desnecessário, caso a pessoa esteja triste ou feliz, e, é aí que entra a questão de entendermos a necessidade de certas compras, refletindo sempre sobre prioridades e luxos extras”, comenta Thaíne Clemente, Executiva de Estratégias e Operações de uma empresa especializada em crédito pessoal.

Pensando nisso, a especialista elenca cinco dicas que ajudam a controlar o impulso ao fazer compras pela internet.

1. Avalie se a compra é uma necessidade real para o momento

Não é porque algo está na promoção ou com valor abaixo do mercado, que você precisa comprar. Pense duas vezes: você realmente necessita daquele item ou quer comprar por puro luxo? Em paralelo, lembre-se sempre das contas fixas e obrigatórias que você tem no mês e priorize elas no orçamento.

2. Espere um tempo

Muitas promoções e descontos acabam se mantendo ou voltando depois de um tempo, por isso, não é necessário comprar como se não houvesse amanhã. Isso vale principalmente se você está em dúvida, colocando coisas no famoso carrinho, mas nunca finalizando a compra. Se você não está seguro, é porque aquele produto não é tão necessário. A recomendação é deixá-lo alguns dias no carrinho e refletir nesse tempo sobre a necessidade da compra.

3. Não acredite em tudo que está escrito

A maioria dos produtos vem com frases como “é a última do estoque”, “você pode parcelar em quantas vezes quiser”, “a promoção acaba hoje”, pois isso são estratégias de marketing usadas para impulsionar a compra, com o motivo de não “perder a oportunidade”. Não se deixe influenciar por essas estratégias.

4. Cuidado com o cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um ótimo aliado no dia a dia por conta das facilidades que proporciona, mas, dependendo do tipo de uso, pode se tornar um inimigo. A recomendação é usar o cartão de crédito apenas para contas fixas mensais e já planejadas, evitando número alto de parcelas, e colocar um limite adequado à sua renda mensal. No caso das compras online, deve existir um cuidado enorme para não sair comprando coisas baratas todos os dias ou semanas e, no final do mês, ter aquela surpresa na fatura.

5. Pare de seguir lojas no Instagram

Se você não está em um momento de estabilidade financeira, evite seguir lojas e vendedores no Instagram, pois isso vai acabar aguçando sua vontade de olhar e cair em tentação. Esse tipo de vitrine online facilita o poder de compra por não precisar sair de casa e ainda oferecer contato direto com o vendedor no direct.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.