Educação financeira

Veja oito orientações para se antecipar e aproveitar a Black Friday

Agora é a melhor hora para começar a se planejar, evitando assim problemas como: falsas promoções, compras por impulsos e endividamento.
Divulgação / Abefin20/11/2020 às 17h12
Veja oito orientações para se antecipar e aproveitar a Black FridayA orientação é que diante de tantas oportunidades é preciso ficar atento para não comprometer as finanças e aproveitar esse tempo para fazer uma boa pesquisa em sites e lojas. (Foto: divulgação)

SÃO PAULO - Falta uma semana para a Black Friday (neste ano será no dia 27 de novembro) e as promoções já começam a aparecer, sendo uma ótima oportunidade para as empresas diminuírem os impactos da crise.

Nesse contexto uma coisa é certa, agora é a melhor hora para começar a se planejar. Evitando assim problemas como: falsas promoções, compras por impulsos e endividamento.

Assim, a orientação é que diante de tantas oportunidades é preciso ficar atento para não comprometer as finanças e aproveitar esse tempo para fazer uma boa pesquisa em sites e lojas, tendo assim a certeza de que fará um bom negócio, fugindo das compras por impulso, que no futuro poderão trazer dívidas desnecessárias.

Por isso, o educador financeiro e presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, preparou 8 orientações para poder aproveitar as oportunidades da Black Friday sem comprometer o orçamento:

1) Não compre se para isso precisar se endividar. Parcelamento também é uma forma de dívida. Se for inevitável, tenha certeza de que cabe no orçamento.

2) Analise se a compra não trará custos extras para a família ou para a pessoa posteriormente.

3) Se antecipe à Black Friday, pesquisando os preços dos produtos que deseja comprar para ver se os descontos que darão realmente são interessantes.

4) Faça uma lista detalhada de tudo que pretende comprar e quem deseja presentear e quanto pretende gastar com cada um.

5) Se estiver em situação financeira problemática, e quiser adiantar as compras de Natal, uma dica é priorizar as crianças. Será mais fácil explicar para os adultos os jovens o motivo de não receberem presentes.

6) Utilize a internet como meio de pesquisa, mas cuidado, só acesse e compre em sites confiáveis, crimes digitais são cada vez mais comuns.

7) Se prepare para ir às compras nas lojas com tempo e roupas confortáveis, além disso é importante uma dose extra de paciência, evitando que se compre rapidamente para acabar com o martírio.

8) Procure, por meio de conversas, saber quais são os reais desejos das pessoas. Muitas vezes se compra coisas caras, sendo que presentes baratos seriam muito mais bem-vindos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.