Crime bárbaro em Santa Catarina

Grávida é assassinada a tijoladas e tem bebê retirado da barriga em Santa Catarina

Amiga da vítima foi presa e confessou o crime, de acordo com delegado; recém-nascida foi levada para o hospital.
Imirante.com, com informações do G1 SC28/08/2020 às 22h47
Grávida é assassinada a tijoladas e tem bebê retirado da barriga em Santa CatarinaCorpo de mulher grávida foi encontrado em cerâmica desativada. (Lucas Eccel / Rádio Clube FM 88.5)

CANELINHA - Um crime bárbaro chocou a população da cidade de Canelinha, na grande Florianópolis (SC), nesta sexta-feira (28): uma mulher de 24 anos, que estava grávida de 36 semanas, foi morta a tijoladas e teve a barriga cortada a golpes de estilete. A Polícia Civil suspeita que uma amiga da vítima tenha feito uma emboscada para cometer o assassinato e ficar com a criança recém-nascida. A mulher foi presa junto com o marido e confessou o crime, de acordo com o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva.

O assassinato da gestante foi planejado pela amiga da vítima desde junho. A mulher relatou que teve uma gravidez interrompida em janeiro, mas não contou para ninguém sobre o aborto e decidiu roubar uma criança. "Ela manteve a alegação da gravidez e neste período começou a cogitar o homicídio da vítima em razão da coincidências de prazos da gestação. Ontem [quinta] ela disse pra vítima que iria fazer um chá de bebê e convidou a vítima para participar", explicou o delegado.

A amiga, entretanto, levou a vítima a uma cerâmica desativada, afirmando que seria um ponto de encontro dos convidados do chá de bebê. No local, ela cometeu o crime. "Depois, com um estilete fez o corte na barriga para tirar o bebê do ventre da mãe. A ideia dela era matar a mulher e ficar com a criança. Ela [suspeita] é extremamente fria, em momento algum ela demonstrou algum tipo de arrependimento ou algum tipo de culpa em relação a toda a situação", revelou o delegado Paulo Alexandre.

A Polícia Civil informa que o casal será indiciado por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e lesão corporal gravíssima contra o bebê, que tinha data de nascimento prevista para 22 de setembro e está internado em um hospital infantil em Florianópolis. A criança sofreu ferimentos nas costas por causa dos golpes de estilete, mas foi medicada e passa bem, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.