Declaração

Bolsonaro contraria ciência e diz que eficácia de máscara é "quase nenhuma"

OMS reconhece estudos sobre eficácia do uso de máscaras; proteção ajuda a evitar propagação do vírus.
Imirante.com, com informações do G120/08/2020 às 22h58
Bolsonaro contraria ciência e diz que eficácia de máscara é "quase nenhuma"O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: divulgação)

BRASÍLIA - Em declaração a apoiadores que o aguardavam na porta do Palácio da Alvorada, em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro fez críticas ao uso de máscaras como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Sem apresentar evidência, o presidente afirmou que a eficácia da máscara é "quase nenhuma". As informações são do site G1.

O diálogo envolveu dois apoiadores, e começou porque uma mulher disse que preferia fazer foto com Jair Bolsonaro em outra oportunidade, quando a máscara não fosse mais necessária. Nesse momento, o presidente usava máscara. "Foto, só quando não precisar de máscara, viu? Eu espero", disse a apoiadora. "Tem algum médico aí? Eficácia dessa máscara é quase nenhuma", respondeu Bolsonaro.

O uso da máscara e do álcool em gel, além do distanciamento social, são medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e reúne consenso na comunidade científica internacional. Na última quarta-feira (19), o Congresso Nacional derrubou o veto de Jair Bolsonaro ao uso obrigatório da máscara em áreas públicas em todo o território nacional.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.