Explicações

Especialistas explicam como fazer compras seguras via internet

Especialistas explicam como é possível adquirir produtos e serviços pela web sem medo e os recursos tecnológicos que aumentam a segurança dos si.
Imirante.com, com informações da assessoria18/03/2020 às 09h47
Especialistas explicam como fazer compras seguras via internetPor ano, 68 milhões de brasileiros fazem compras via internet. (Foto: divulgação)

BRASIL - Utilizar smartphones para ter maior segurança na hora de realizar suas compras online é a recomendação feita ao consumidor por especialistas do Instituto de Engenheiros Eletrônicos e Eletricistas (IEEE) que ainda estão aproveitando as promoções do Dia Mundial do Consumidor, comemorado no último dia 15 de março, para alertar os consumidores a tornar as compras mais seguras.

Leia também:

Inmetro alerta consumidores sobre compras para o carnaval

Por ano, 68 milhões de brasileiros fazem compras via internet. Em 2020, o comércio eletrônico deverá crescer 18% e movimentar R﹩ 106 bilhões, tornando o Brasil o quinto maior mercado deste segmento, segundo a Associação Brasileira de e-commerce (ABComm). Embora bastante difundido, esse tipo de comércio ainda assusta uma parcela de consumidores, preocupados que seus dados possam ser capturados e manipulados por hackers.

Membro da IEEE e Professor do Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP) Marcos Simplicio explica que, no tocante à segurança, os maiores temores do consumidor referem-se às formas de pagamento, principalmente por cartão de crédito. Por isso, ele aconselha que a compra seja realizada em portal que tenha páginas com certificação digital. "Essas páginas são sinalizadas em geral com cadeado fechado e começam como endereço https. O "S" significa que a segurança da página é criptografada", informa. As compras devem ser feitas em sites seguros de empresas conhecidas e com mecanismos seguros de pagamento, sugere Raul Colcher, do IEEE,

Marcos Simplício afirma que se o consumidor quiser ter mais segurança na hora de realizar suas compras deve utilizar os smartphones. "Eles estão menos sujeitos a malwares que os computadores", analisa. E, se a aquisição puder ser feita por meio do aplicativo da loja, torna-se mais segura. De acordo com a ABComm, 37% das aquisições feitas por comércio eletrônico são realizadas por meio de celulares.

O professor Marcelo Zuffo, titular do Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos da Poli-USP, afirma que o Brasil é campeão de tecnologia de segurança. Por isso acredita que novos avanços tecnológicos surgirão para garantir ainda mais a segurança das transações feitas pelo e-commerce.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.