Monitoramento

Casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil caem para nove

Casos são monitorados em cinco estados: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Agência Saúde06/02/2020 às 11h43
Casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil caem para noveRedução é de dois casos suspeitos em relação ao informe do dia anterior. ( Foto: Divulgação/Josué Damacena )

BRASIL - O Ministério da Saúde atualizou nesta quinta-feira (6) as informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde sobre a situação dos casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil. Agora, nove casos se enquadram na atual definição de caso suspeito para nCoV-2019, uma redução de dois casos suspeitos em relação ao informe do dia anterior. O boletim foi apresentado durante a reunião, em Brasília (DF), com secretários de saúde dos estados e capitais de todo o país.

Saiba mais:

OMS terá nova reunião com especialistas para discutir coronavírus

Número de mortos por coronavírus sobe para 563 na China​

Os casos suspeitos estão sendo monitorados pelo Ministério da Saúde nos seguintes estados: Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), São Paulo (3), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (3). O Ministério da Saúde também já descartou 24 casos para investigação de possível relação com a infecção humana pelo coronavírus, três casos a mais do que o boletim divulgado na quarta-feira (5). Todas as notificações foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, junto com as autoridades de saúde dos estados e municípios.

Reunião com secretários de saúde sobre o novo coronavírus

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, se reúne, nesta quinta-feira (6), com secretários de saúde dos estados e capitais de todo o país para tratar sobre a situação do novo coronavírus da China. Na ocasião, serão discutidos detalhes dos planos de contingência dos estados que contempla medidas de prevenção, vigilância e assistência para um possível caso.

O Ministério da Saúde solicitou a atualização de planos de contingência aos estados e capitais. Os gestores federais, estaduais e municipais irão discutir os protocolos e medidas de prevenção, de acordo com a realidade de cada localidade.

A implementação de plano de contingência permite a atuação conjunta do Ministério da Saúde, Estados e Municípios, em situações de epidemias e desastres que demandem a ação urgente de medidas de prevenção, com protocolos e procedimentos específicos. O objetivo é conter situações de risco à saúde pública.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.