Medida provisória

Bolsonaro acaba com registro profissional para jornalista e publicitários

Em relação aos jornalistas, a MP acaba ainda com a exigência legal de diploma de jornalismo para o exercício de algumas funções.
Imirante.com13/11/2019 às 17h01
Bolsonaro acaba com registro profissional para jornalista e publicitários Foto: Reprodução

BRASÍLIA - A Medida provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro que dá incentivo a contratação de jovens, a MP do Verde Amarelo, também alterou as regras para registro profissional em órgãos do Governo. Desde a terça-feira (12), não é mais preciso um profissional se registrar nas Delegacias do Trabalho.

A regra vale para todas as profissões, com exceção de casos específicos, previstos em ordens e conselhos de classe, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e conselhos como os de medicina, contabilidade, enfermagem, arquitetura, engenharia, entre outros.

Em relação aos jornalistas, a MP acaba ainda com a exigência legal de diploma de jornalismo para o exercício de algumas funções.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.