Em parceria com o Twitter

Ministério da Saúde potencializará informações sobre vacinação

Ao realizar buscas por termos ligados à vacinação na plataforma, usuários receberão uma notificação com link para página oficial do Ministério da Saúde.
Imirante.com, com informações da Agência Saúde17/05/2019 às 06h19
Ministério da Saúde potencializará informações sobre vacinaçãoA parceria entre o Ministério da Saúde e o Twitter é mais uma ação que auxilia a divulgação Movimento Vacina Brasil. ( Foto: Divulgação)

BRASÍLIA - Qualquer pessoa que fizer uma busca no Twitter por termos associados a vacinação receberá, como primeiro resultado, uma notificação para acessar conteúdos oficiais do Ministério da Saúde (@minsaude). A parceria entre a plataforma e o Ministério vai facilitar o acesso a informações confiáveis sobre a segurança e eficácia das vacinas e proteger as pessoas contra a propagação de conteúdo não confiável.

Leia também:

Mais de 33 milhões de pessoas foram vacinadas contra a gripe no país

Gripe já matou 99 pessoas no Brasil; vacinação segue até 31 de maio

A parceria entre o Ministério da Saúde e o Twitter é mais uma ação que auxilia a divulgação Movimento Vacina Brasil, uma estratégia de comunicação para manter, durante todo o ano, alertas sobre os benefícios da vacinação e esclarecimentos sobre boatos e informações equivocadas e imprecisas que afetam a saúde e o bem-estar da população.

O chefe da Assessoria de Imprensa do Ministério da Saúde, Renato Strauss, reforça que a parceria potencializará o combate às notícias falsas. “Essa parceria com o Twitter ajuda na estratégia de frear o impulso de compartilhar uma informação antes de verificar a veracidade dela”, avalia Strauss. A novidade está disponível para iOS, Android e via navegador.

A iniciativa ajudará a manter o alerta nas redes sociais sobre a importância da vacinação, uma preocupação diante da redução da procura pela vacina no país que tem permitido a reintrodução de doenças já eliminadas por vacinas, como é o caso do sarampo. A baixa vacinação também é um ambiente favorável para a volta de doenças já erradicadas no país, com a varíola, a poliomielite, a rubéola e o tétano neonatal. “Como muitas pessoas não viveram o período de maior transmissão dessas doenças, acreditam que a vacinação não é essencial”, ressalta Strauss.

Vacinação

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). São 19 vacinas previstas para diferentes públicos. Para saber quais são as vacinas, acesse: www.saude.gov.br/vacinacao

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.