Assassinado a tiros

Corpo de candidato a vereador e presidente da Portela é velado no Rio

Falcon é o 16º candidato a vereador morto sob circunstâncias suspeitas no Rio de Janeiro.
Isabela Vieira/Agência Brasil27/09/2016 às 15h46

RIO DE JANEIRO - O candidato a vereador pelo Partido Progressista (PP) e presidente da Portela, Marcos Falcon, assassinado a tiros, foi velado na manhã desta terça-feira (27) na quadra da escola de samba, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. Falcon foi morto nessa segunda-feira (26) no escritório de sua campanha, no mesmo bairro.

O caixão foi coberto pela bandeira da Portela, por um chapéu de sambista e pelo quepe de policial militar de Falcon. O corpo foi velado por amigos, parentes e artistas, como Alcione, Dona Surica e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que passou pelo local. O enterro será às 16h.

Falcon deixa sete filhos e duas netas. Ele é o 16º candidato a vereador morto sob circunstâncias suspeitas no Estado do Rio de Janeiro.

O titular da Divisão de Homicídios da Capital, delegado Rivaldo Barbosa, disse que o crime foi uma execução sumária. O corpo de Falcon foi encontrado com diversas perfurações.

A Portela decretou luto oficial de dez dias e cancelou todos os eventos que ocorreriam na quadra. As atividades no local serão retomadas no dia 6 de outubro. Quem assume a presidência da escola é Luís Carlos Magalhães, até então vice-presidente da Portela. Ele disse que Falcon foi assassinado no melhor momento da vida.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.