Economia

Redução temporária da jornada de trabalho será debatida na terça-feira

Iniciativa causou divergências, e entidades de classe já se manifestaram publicamente contra a medida.
Agência Senado07/09/2015 às 06h42

BRASÍLIA - A comissão mista que analisa a MP 680/15 realizará audiência pública nesta terça-feira (8). Deputados e senadores debaterão com representantes do governo e da indústria a medida provisória que instituiu o Programa de Proteção ao Emprego (PPE) e permitiu flexibilização da jornada de trabalho.

O Executivo argumenta que a MP preserva postos de trabalho, possibilitando, por exemplo, a redução em até 30% da jornada, com a diminuição proporcional do salário pago pelo empregador.

A iniciativa causou divergências, e entidades de classe já se manifestaram publicamente contra a medida, alegando que é mais uma forma de penalizar os empregados e de reduzir seus direitos trabalhistas.

Conforme a MP, só as empresas que aderirem ao PPE podem, por meio de acordo coletivo, adotar a redução de jornada, quepoderá ter duração de até seis meses, sujeita à prorrogação desde que o período total não ultrapasse 12 meses.

Pelo governo, foram convidados representantes dos ministérios do Trabalho e Emprego; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e da Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Pelo setor produtivo, foram chamados representantes das indústrias automobilística, de autopeças e de máquinas e equipamentos. Também virão convidados das federações de indústrias dos estados e da Associação Nacional da Justiça do Trabalho.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.