Saúde

Vacinação emergencial contra sarampo começa nesta segunda-feira

Vão funcionar postos em SL, Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara.
Imirante com informações da Assessoria23/02/2014 às 00h16

SÃO LUÍS - Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade devem ser levadas, a partir desta segunda-feira (24), a um dos postos de saúde de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara para receberam a vacina emergencial contra sarampo. A campanha visa aumentar a proteção contra a possibilidade de ocorrência da doença - que já atingiu 71 pessoas no Ceará e quatro em Pernambuco este ano.

Em entrevista concedida, nesta sexta-feira (21), na sede da Vigilância em Saúde, o secretário-adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, explicou que a campanha emergencial vai até o dia 14 de março, de forma a garantir que todas as crianças alvo sejam vacinadas para evitar a manutenção de suscetíveis (não vacinados) e possibilitar a interrupção da cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país.

"É importante que pais e responsáveis levem indiscriminadamente todas as crianças de seis meses a cinco anos para tomar a vacina e imunizar contra o sarampo, que é uma doença grave e de transmissão fácil", alertou Alberto Carneiro. A campanha será deflagrada em todas as capitais e regiões metropolitanas da Região Nordeste, em razão do surto da doença no Ceará e em Pernambuco e mediante o considerável fluxo de pessoas que transitam na Região Nordeste habitualmente ou motivadas por períodos festivos como o carnaval.

A meta é imunizar 98.504 crianças da Região Metropolitana. Para isso serão disponibilizados 115 postos de saúde. Alberto Carneiro disse que o Maranhão está completando 15 anos sem ocorrência da doença. "Ano passado foram registrados 200 casos de sarampo em todo país. Destes, 190 foram na Região Nordeste, em crianças menores de 12 meses, com a prevalência de 49% dos casos em Pernambuco e 51% no Ceará. Isto mostra a importância de completar o calendário vacinal e evitar esta doença grave", justificou.

Alberto Carneiro disse que, neste primeiro momento, serão vacinadas somente crianças da Região Metropolitana. "Estamos de plantão e monitorando o surgimento de casos suspeitos. Temos estoque estratégico de vacina para deflagrar vacinação em qualquer município que necessite". Os sintomas do sarampo são manchas avermelhadas na pele, que começam no rosto e progridem em direção aos pés, febre, tosse, mal-estar, conjuntivite, coriza, perda do apetite e manchas brancas na parte interna das bochechas. O diagnóstico é feito através de exames clínicos pelo médico e, quando necessário, confirmado por exame de sangue.

Estoque da vacina

A secretária de saúde de São Luís, Helena Duailibe, garantiu que o estoque recebido é suficiente para atender as 73.939 crianças da capital. "Todas as nossas equipes já estão preparadas para a campanha. Após os primeiros cinco dias, vamos fazer um balanço e se for necessário vamos levar a vacinação para as creches e escolas. A nossa meta é atingir 100% das crianças porque entendemos que a prevenção é o melhor remédio", completou. O secretário de saúde de São José de Ribamar, Rodrigo Valente, também garantiu a logística necessária para fazer a campanha.

Infectologista da SES, Rosangela Cipriano, disse que o sarampo é uma doença de elevada transmissibilidade que pode acometer crianças e adultos. A transmissão ocorre de uma pessoa para a outra, por meio de secreções expelidas ao tossir, ao espirrar, ao falar ou respirar. "As duas doses de vacina aplicadas na infância são suficientes para imunizar para o resto da vida", explicou. O vírus pode ser transmitido de quatro a seis dias antes, ou até quatro dias após o aparecimento dos sintomas, sendo o período de maior transmissibilidade, dois dias antes e, dois dias após o início da doença.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.