Suspeito de ser assaltante de banco

Policial militar é preso com arsenal de armas de fogo

Além do PM, mais duas pessoas foram presas em posse de fuzis e de uma submetralhadora israelense.
Imirante.com, com informações da SSP-MA05/06/2017 às 17h38

BELA VISTA DO MARANHÃO – Um soldado da Polícia Militar do Maranhão, identificado como Mailton Pereira Pacheco, foi preso nesta segunda-feira (5), na cidade de Bela Vista do Maranhão com um arsenal de armas de fogo.

Leia também:

Policial militar é preso por participação em assalto ao Banco do Brasil de Grajaú

Policiais militares do Maranhão e Pará são presos por homicídio

Sargento da PM é preso com arsenal de armas de fogo

Além do policial militar, mais duas pessoas foram presas em posse das armas: Heverton Soares de Oliveira e Marcos José de Sousa.

Segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), por volta da 0h30 desta segunda, uma guarnição da Polícia Militar de Monção foi informada de que assaltantes de banco estavam em uma caminhonete na cidade de Bela Vista do Maranhão.

A polícia foi ao local e encontrou o PM e mais duas pessoas, cada um em um veículo. Sendo que o policial militar estava portando uma pistola sem registro, e dentro dos veículos apreendidos foi encontrada uma grande quantidade de armas de fogo.

Material apreendido: quatro fuzis AR/M4 5.56; 2 pistola 9mm; uma submetralhadora UZI israelense, uma pistola .380, um revólver calibre 38; uma pistola marca Taurus pt 24/7; três carregadores de pistola 24/7; 43 munições cal. 40 hollypoint; rádio comunicador tipo ht; um veículo Fox de placa DJG-9865; uma Toyota Hilux prata, de placa OIS-1313; e uma Toyota Hilux branca, de placa ODT-8104.

Ainda de acordo como a SSP-MA, durante a ação policial os três detidos deram informações desencontradas. Hora eles afirmavam que estavam juntos, hora afirmavam que não se conheciam. Além, disso, o policial militar Mailton Pereira resistiu à ordem de revista, sendo necessário utilizar a força para contê-lo.

Mailton Pereira Pacheco, Heverton Soares de Oliveira e Marcos José de Sousa foram apresentados na Delegacia Regional de Santa Inês.

Segundo a SSP-MA, a polícia recebeu informações de que havia mais pessoas envolvidas no caso, fato que está sendo investigado pela Polícia Civil.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.