"Rota das Emoções"

Anac aprova operação de aeroporto de Barreirinhas

Objetivo é incluir Maranhão nas principais rotas de ecoturismo e atrair mais visitantes para a região.
Imirante.com, com informações do MTur28/01/2014 às 07h50

SÃO LUÍS – O aeroporto da cidade de Barreirinhas, porta de entrada dos Lençóis Maranhenses, teve seu registro homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nessa segunda-feira (27). Já nos próximos dias empresas aéreas podem manifestar interesse em operar rotas regulares e voos charter para a cidade do interior do Maranhão, localizada a 265 km de distância de São Luís. "Nossa ideia é que o aeroporto passe a gerar desenvolvimento e renda para o local a partir da atividade turística", disse o ministro do Turismo, Gastão Vieira. "O objetivo é oferecer um novo acesso e integrar Barreirinhas e o Maranhão aos principais destinos turísticos do país", afirmou.

O aeroporto de Barreirinhas foi construído há oito anos e nunca entrou em operação. Em 2009, uma única pista operacional em atividade na cidade, destinada apenas a aviões de pequeno porte, foi interditada. Desde então, o único acesso ao destino turístico era feito por terra, a partir de São Luís. Barreirinhas tem 20 contratos firmados com o Ministério do Turismo, com investimentos de R$ 24 milhões. Para o aeroporto da cidade foram liberados R$ 4,8 milhões e para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, R$ 2,7 milhões.

A cidade é, também, porta de entrada da região turística conhecida como Lençóis Maranhenses, uma extensa região de dunas de areias brancas e lagos de água doce. A cidade é ainda um dos 65 destinos indutores do turismo brasileiro. De acordo com a Secretaria de Turismo da cidade, recentemente foram encontrados vestígios de petróleo e gás na Bacia de Barreirinhas.

Com o aeroporto em atividade, Barreirinhas poderá se beneficiar da visita de turistas em busca de belezas naturais no Nordeste – e receber voos de Fortaleza, Recife e Salvador. O aeroporto pode ligar a cidade à Parnaíba (PI) e Jijoca de Jericoacoara (CE), dois destinos que, como Barreirinhas, fazem parte do circuito da "Rota das Emoções".

Inicialmente, as empresas que operarem em Barreirinhas terão apoio do governo federal para arcar com 60% dos custos de assentos não usados e combustível, por meio de um programa de fomento à aviação regional. A homologação de Barreirinhas foi publicada ontem no Diário Oficial da União. Nos próximos dias o Instituto de Comando da Aeronáutica vai emitir um aviso público, última etapa para que a abertura do aeroporto ao mercado de empresas de aviação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.