EM POÇÃO DAS PEDRAS

Operação policial intercepta sequestro de servidores do Banco do Brasil

De acordo com polícia, um adolescente foi apreendido e outros sete suspeitos presos por planejar sequestro de funcionários do Banco do Brasil de Poção das Pedras.
IMIRANTE.COM, COM INFORMAÇÕES DO G1 MA04/11/2019 às 23h24
Operação policial intercepta sequestro de servidores do Banco do BrasilOs nomes dos suspeitos de planejarem o sequestro dos servidores do BB ainda não foram divulgados. (Foto: Reprodução)

BALSAS - Uma operação das polícias Civil e Militar de Balsas, na última sexta-feira (1), prendeu sete suspeitos e apreendeu um adolescente que, de acordo com as investigações, estariam planejando o sequestro de funcionários do Banco do Brasil do município de Poção das Pedras e de seus familiares para extorquir dinheiro.

A operação coordenada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC). A cidade alvo, Poção das Pedras, fica cerca de 300 quilômetros de São Luís.

O delegado responsável pela operação, Armando Pacheco, informou que o adolescente apreendido é suspeito de realizar o transporte do armamento – que seria utilizado na ação criminosa – do estado do Pará para o Maranhão. Os suspeitos são naturais do Piauí, Pará e Maranhão.

"Eles iam fazer extorsão mediante sequestro contra funcionários do Bando do Brasil da cidade de Poção de Pedras. Eles já tinham fotos dos familiares, das residências e das rotinas das vítimas. Eles contavam com a ajuda de um morador da cidade", conta Pacheco.

A polícia informou, também, que o plano dos suspeitos era manter os familiares de seus alvos em cativeiro a fim de extorquir dinheiro dos servidores.

Após a abordagem, decorrente da operação da SEIC, os presos foram levados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.