Agricultura

MA: começa vazio sanitário na produção de soja

Os produtores têm até o dia 30 de setembro para não plantarem soja sem a autorização.
Imirante Imperatriz, com informações da TV Mirante.04/08/2015 às 23h03

BALSAS – Começou, este mês, o vazio sanitário na produção de soja no Estado. Os produtores têm até o dia 30 de setembro para não plantarem soja sem a autorização da Agência de Defesa Agropecuária (Aged). A medida, segundo estabelece a lei estadual, tem o objetivo de prevenir, controlar e auxiliar na erradicação da Ferrugem Asiática, doença que atinge a cultura de soja.

Durante o período do vazio sanitário, a soja pode até ser cultivada, mas excepcionalmente para pesquisa científica visando o melhoramento genético do grão, avanço de gerações de linhagens e multiplicação de sementes pré-genéticas de variedades testadas como resistentes ao fungo da ferrugem.

O fungo que causa a Ferrugem na soja precisa da planta viva para se alimentar, por isso é importante eliminar todas as plantas da lavoura e da sede da propriedade. A doença faz com que as folhas caiam precocemente, impedindo a completa formação dos grãos, o que reduz a produtividade.

O cumprimento do vazio sanitário tem contribuído para a redução no uso de agrotóxicos e, consequentemente, do custo da produção. O vazio sanitário é praticado no Maranhão desde 2007, quando foram registrados 172 focos de fungo causador da Ferrugem Asiática.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.