Bacabeira

Morte de criança em Bacabeira faz moradores bloquearem BR-135

O bloqueio teve início por volta das 7h de hoje e casou congestionamento ao longo do km 55 da BR.
Anderson França / Na Mira29/03/2015 às 09h31

BACABEIRA – Moradores da comunidade Vila Cearense, situada próximo ao km 55 da BR-135, interditaram a rodovia Federal, na manhã deste domingo (29), para exigir melhorias na localidade. O bloqueio teve início por volta das 7h de hoje e casou congestionamento ao longo da BR. Três viaturas da PRF estão no local para negociar a liberação da BR-135.

Este é o segundo bloqueio que os moradores realizam para chamar atenção do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O protesto anterior, no dia 23 de fevereiro, aconteceu após uma criança de 6 anos morrer atropelada por uma carreta. Ana Beatriz Silva, de 6 anos, voltava da escola quando, ao soltar da mão da mãe, correu para atravessar a rodovia e teve parte do corpo esmagada pelo veículo, que trafegava em alta velocidade.

O condutor e o veículo não foram identificados, pois, após o acidente, o motorista fugiu do local sem prestar socorro à vítima. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local do acidente, mas, devido aos feridos graves, a criança já estava sem vida.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a interdição feita pelos moradores é para que haja instalação de barreiras eletrônicas para reduzir a velocidade dos veículos que transitam pela principal rodovia que corta o Estado.

Na época, após a morte da criança, segundo o patrulheiro Antonio Noberto, da PRF, uma comissão da Superintendência do DNIT esteve no local para realizar um estudo da área. Ainda segundo a PRF, o procurador regional do DNIT, Ezequiel Xenofonte, esteve no local e marcou reunião com representantes da Via Cearense, do DNIT e da PRF para dialogar sobre as condições de tráfego e segurança da população no trecho.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.