Segundo médicos

Criança que teve as mãos queimadas pela mãe não terá sequelas físicas

O caso foi registrado em Apicum-Açu nesta quarta (20) e segundo médicos, o menino também receberá tratamentos psicológicos.
Imirante.com, com informações da TV Mirante21/03/2019 às 21h53
Menino de quatro anos teve as mãos queimadas pela própria mãe. (Foto: Divulgação)

APICUM-AÇU - A criança de quatro anos que teve as mãos queimadas por uma frigideira pela mãe, identificada como Tainá Setúbal Silva, não terá sequelas físicas. Segundo os médicos, o menino irá se recuperar das graves queimaduras e ainda passará por tratamento psicológico após o trauma.

“É um caso de violência muito triste. A gente fica muito abalado, mas é isso aí. Vai ficar tudo bem. Vamos cuidar dele, claro”, informou a enfermeira Noeme Boueres a TV Mirante.

Leia também: Mãe é acusada de queimar mãos do próprio filho de quatro anos

O caso foi registrado ontem (20), na cidade de Apicum-Açu, a 138km de São Luís. De acordo com informações policiais, Tainá Setubal confessou ter cometido a agressão contra a criança e alegou que foi deixada pelo marido recentemente e agiu em um momento de raiva. No caso, a mãe esquentou uma frigideira e queimou as mãos do menino como punição após ele ter furtado uma certa quantia de dinheiro dela.

Tainá Setubal Silva foi presa pelo crime de tortura e encaminhada à Unidade Prisional de Ressocialização de Cururupu. A criança foi atendida no hospital do município, submetida a exame de corpo de delito e em seguida entregue aos cuidados do Conselho Tutelar da cidade de Apicum-Açu. Os outros filhos de Tainá ficaram aos cuidados da avó materna, segundo informou o delegado regional, Oséas Cavalcante.

Tainá Setubal Silva foi presa por tortura. (Foto: Divulgação)

“Ela pegou a frigideira, colocou no fogo e, na minha visão, a gente percebeu lá que não apenas triscou, mas sim, com certeza, pressionou um pouco. Porque as nossas mãos são grandes, mas a da criança é pequena e a frigideira dá certo na mão”, informou a conselheira tutelar, Ludiana Rabelo a TV Mirante.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.