21 anos e três meses

Acusado de matar homem e jogar corpo em poço é condenado a mais de 21 anos de prisão

José Marcos da Silva foi condenado pelo assassinato de Itamar Lucena Pereira, crime cometido há 13 anos.
Divulgação/MP-MA07/12/2020 às 19h42
Acusado de matar homem e jogar corpo em poço é condenado a mais de 21 anos de prisãoA pena de José Marcos da Silva deve ser cumprida na Unidade Prisional de Ressocialização de Açailândia. O condenado encontra-se foragido. (Foto: Divulgação)

AÇAILÂNDIA - Em 3 de dezembro, o Tribunal do Júri da Comarca de Açailândia, em sessão realizada na Câmara de Vereadores, condenou José Marcos da Silva a 21 anos e três meses de prisão, em regime inicialmente fechado, pelo assassinato de Itamar Lucena Pereira, crime cometido há 13 anos.

Representou o Ministério Público do Maranhão a promotora de justiça Fabiana Santalucia Fernandes. Proferiu a sentença o juiz André Bezerra Ewerton Martins. Na defesa do acusado, atuou a defensora pública Caroline Cristina de Figueiredo Dias.

A pena de José Marcos da Silva deve ser cumprida na Unidade Prisional de Ressocialização de Açailândia. O condenado encontra-se foragido.

De acordo com informações contidas na sentença, o crime foi cometido no dia 13 de maio de 2007, após uma discussão entre o réu e a vítima iniciada depois do consumo de bebidas alcoólicas. Como vingança, José Marcos da Silva atraiu Itamar Lucena Pereira para fora de sua residência, quando o espancou até a morte. O criminoso também ocultou o corpo da vítima em um poço.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.