Em Açailândia

Mulheres são presas transportando crack em short de bebê em Açailândia

As duas suspeitas foram identificadas como Michely Soares dos Santos e Ana Cleia Brito de Sousa; a droga estaria sendo transportada para Imperatriz.
Imirante.com04/06/2019 às 11h47
Mulheres são presas transportando crack em short de bebê em AçailândiaMichely Soares dos Santos e Ana Cleia Brito de Sousa. (Foto: divulgação)

AÇAILÂNDIA – Duas mulheres foram presas, em flagrante, na noite dessa segunda-feira (3), na BR-010, em Açailândia, distante 563 km de São Luís, suspeitas de esconderem uma quantidade de crack no short de uma criança de um ano de idade como meio para transportar a droga para a cidade de Imperatriz.

Leia também: Mulher é presa por tráfico de drogas em zona rural de São Luís

De acordo com informações da Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz (Senarc/ITZ), as duas suspeitas foram identificadas como Michely Soares dos Santos e Ana Cleia Brito de Sousa. Após recebimento de denúncias, dando conta que estava acontecendo transporte de entorpecente entre as cidades de Açailândia e Imperatriz, a equipe de investigação se deslocou até o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Imperatriz e passou a realizar abordagens a ônibus e vans que realizavam o itinerário.

Ainda segundo informações da polícia, por volta das 19h40 foi abordada uma van em que se encontravam as suspeitas, as quais traziam consigo o bebê de um ano, filho de Ana Cleia. Após revista, foi observado um volume anormal no shorts da criança, ocasião em que, ao ser verificado tal volume, foi encontrado aproximadamente 250 g de crack.

A polícia informou, também, que imediatamente foi dada voz de prisão as duas suspeitas, tendo elas sido conduzidas para a sede da Sernac/ITZ para os procedimentos de praxe.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.