Investigações

Polícia segue em busca de criminosos que atiraram em unidade da PRF em Açailândia

Os tiros foram disparados por uma arma calibre 12 e de pistolas.
Imirante Imperatriz24/03/2018 às 09h57
Polícia segue em busca de criminosos que atiraram em unidade da PRF em AçailândiaCarro usado na fuga dos criminosos. (Foto: divulgação / PRF)

AÇAILÂNDIA – As primeiras investigações apontam que seis homens fortemente armados, invadiram a Unidade Operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Açailândia, localizada na BR-222. Foram vários disparos, mas ninguém ficou ferido. O arque aconteceu na noite dessa sexta-feira (23), por volta das 22h50.

Leia também:

Unidade da PRF em Açailândia é alvo de tiros

Os tiros foram disparados por uma arma calibre 12 e de pistolas. Além dos disparos, os bandidos fizeram de refém policial militar. A ação criminosa começou minutos antes do ataque à unidade da PRF.

É que seis assaltantes invadiram uma base da Polícia Militar localizada na BR-222 povoado Pequiá, município de Açailândia, e levaram refém, na viatura da PM, o único policial que estava no momento do assalto. Em seguida, se dirigiram para à unidade da PRF na sede, quando chegaram no posto atropelando cones e descendo com o PM servindo de escudo.

Um policial militar, que, de folga, passava no instante, achou estranho uma viatura da PM chegar daquela forma atropelando os cones, e parou seu veículo. Os assaltantes desceram usando o policial militar como escudo e avançaram em direção ao interior do posto PRF, enquanto o refém pedia para os PRFs não atirar, pois ele era policial e estava como refém.

Quando os bandidos atiraram, o policial militar que estava de folga, e por se encontrar em um ângulo favorável, sacou da pistola e efetuou disparos contra os bandidos. Sem poder atirar, por conta do policial refém, os PRFs se abrigaram no interior das instalações da UOP, enquanto os assaltantes entraram e levaram um colete, um cinto de guarnição com um carregador com munição para pistola PT 100 .40.

Em seguida, na viatura da PM, deixaram o local sentido Buriticupu, levando o refém. Mais na frente, ainda no município de Açailândia, tomaram uma picape branca de assalto. O veículo pertence a uma empresa da região. Estouraram os pneus da viatura da PM e a abandonaram. Mais na frente pegaram a esquerda e se dirigiram para uma plantação de eucalipto e, ali, também abandonaram a picape e o refém, que ficou preso no interior do veículo, mas não ficou ferido.

Várias equipes da PRF, de diferentes regiões, se deslocaram para dar apoio na ocorrência e tentar prender os assaltantes. São reforços de São Luís, Imperatriz, Santa Inês, Dom Eliseu (PA), Belém (PA) e de outros locais. A Polícia Militar também mobilizou seu efetivo e equipamentos em toda a região.

As investigações já foram iniciadas na tentativa de identificar, localizar e prender a quadrilha de assaltantes.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.