Açailândia

Gerente dos Correios é vítima de “sapatinho” em Açailândia

Os assaltantes pegaram a família nessa quarta-feira e só liberaram hoje (10).
Imirante Imperatriz11/02/2016 às 15h08

AÇAILÂNDIA – O gerente da agência dos Correios de Açailândia foi, segundo a polícia, vítima do crime conhecido como “sapatinho”, que é quando a família de funcionários de bancos é feita refém para pagamento de resgate.

De acordo com a polícia, o gerente foi abordado por dois homens quando chegava em casa nessa quarta-feira (10). Ele, a mulher e o filho de apenas um ano e quatro meses ficaram em poder de, pelo menos, quatro assaltantes durante toda a noite.

Nesta quinta-feira, pela manhã, os assaltantes obrigaram o gerente a ir até a agência em busca de dinheiro. A mulher e a criança também saíram da casa da família com os assaltantes.

O gerente foi orientado a pegar o dinheiro e jogar na rotatória das BRs 010 e 222, na entrada de Açailândia, sem sair do carro. Segundo a polícia, o valor pago no resgate foi, aproximadamente, de R$ 40 mil. Minutos depois do gerente de seguir as orientações, a mulher dele e o filho foram encontrados em uma estrada vicinal entre Açailândia e Imperatriz. A mulher estava amarrada.

Após ser acionada, a Polícia Militar fechou a agência pela manhã e interrompeu o atendimento. Quem estava aguardando para ser atendido teve que passar por revista. A segurança no quarteirão onde fica os Correios foi reforçada. A movimentação das polícias Militar e Civil chamou a atenção da população. Agora, a Polícia Federal é quem investiga o caso.

Depois da ação criminosa, a agência dos Correios vai ficar fechada e só reabrirá para atendimento ao público na próxima semana.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.