SÃO LUÍS
Prisão foi feita no Rio de Janeiro

Preso, no RJ, autor de latrocínio contra adolescente na Cidade Operária

  •  
  •  

Danilo Silva de Jesus, conhecido como “Cobra”, estava na Comunidade do Mandela.

0
Danilo Silva de Jesus, conhecido como “Cobra”.
Danilo Silva de Jesus, conhecido como “Cobra”. - Foto: Divulgação

SÃO LUÍS – Nesse domingo (9), as polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro, a pedido do Departamento de Latrocínio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), prenderam Danilo Silva de Jesus, conhecido como “Cobra”. O jovem é acusado de assaltar e matar o adolescente Carlos Daniel Conceição de Souza, 16 anos, no dia 21 de março deste ano, no bairro da Cidade Operária, em São Luís.

Relembre o caso: Adolescente é vítima de latrocínio na Cidade Operária

Segundo informações do delegado Marcos Affonso, do Departamento de Latrocínio da SHPP, após o crime foi feito um intenso trabalho de investigação, sendo que a Polícia Civil do Maranhão descobriu que Danilo Silva, que estava na companhia de um comparsa na hora do crime, foi quem atirou contra Carlos Daniel. Ainda durante as investigações, a polícia do Estado recebeu informações de que Danilo havia fugido do Maranhão, e estava escondido em um morro na cidade do Rio de Janeiro.

De posse dessas informações, a Polícia Civil do Maranhão entrou em contato com a Polícia Civil do RJ, a qual realizou a prisão de Danilo Silva na Comunidade do Mandela, em Manguinhos, um local de extrema periculosidade.

Ainda de acordo com o delegado Marcos Affonso, após ser preso no Rio, Danilo confessou participação no crime, mas negou ter sido o autor do disparo que matou Carlos Daniel. No entanto, testemunhas afirmam que foi Danilo Silva de Jesus quem matou o adolescente.

Ouça a entrevista que o delegado Marcos Affonso deu na rádio Mirante AM contando detalhes sobre o caso.

Leia outras notícias em imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, Snapchat, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no YouTube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2383.

plantão i

    enquete

    INTERAÇÃO

    Você acha justas as taxas de juros cobradas pelos bancos?

    PARTICIPAR VER PARCIAL

    redes sociais