Em manhã chuvosa

Pedra entra em pneus de ônibus e atrapalha trajeto de passageiros

Veículo ficou quase uma hora parado, enquanto motorista tentava remover a pedra.
Liliane Cutrim/Imirante.com14/03/2017 às 10h21

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – No início da manhã desta terça-feira (14), uma pedra atrapalhou o trajeto de vários passageiros de um ônibus da linha Vila Sarney Filho/Nova Terra/Terminal Cohab. Isso porque uma pedra, simplesmente, entrou entre dois pneus do coletivo.

Leia também:

Com ruas esburacadas, rodoviários pagam por danos causados aos coletivos, em SL

Passageira flagra ônibus circulando com restos de comida espalhados no chão

Ônibus "prega", e usuária se revolta: "estão querendo aumentar a passagem"

Porta de ônibus cai e põe a segurança dos passageiros em risco

“A gente tinha acabado de sair do ponto final do ônibus que fica no Nova Terra, quando o coletivo começou a balançar de forma estranha. No primeiro momento, pensamos que o pneu tinha furado, mas, quando o motorista desceu para ver, constatou que, na verdade, uma pedra tinha entrado entre os pneus”, explica uma passageira que prefere não se identificar.

Na hora do incidente, o coletivo estava cheio de passageiros e chovia muito. E, apesar de o problema impedir o ônibus de seguir viagem, o motorista do veículo não pediu reforço.

“O motorista decidiu seguir com o ônibus até uma borracharia mais próxima. Aí ele pegou uma marreta e tentou tirar a pedra sozinho. Depois de muito tempo e esforço, o motorista conseguiu tirar a pedra, e o ônibus pôde seguir viagem. Mas, muita gente ficou com medo de que, no caminho, o pneu estourasse. Mas, graças a Deus a gente, devagar, conseguiu chegar no terminal e seguir nosso caminho. O ruim é que todo mundo acabou chegando bem tarde no serviço. Eu, por exemplo, cheguei uma hora depois”, contou outro passageiro.

A maior reclamação dos usuários do coletivo foi o fato de o ônibus estar sem manutenção e não vir nenhum outro veículo da empresa Trans Requinte para levar os passageiros.

“É lamentável essa situação! A gente passou quase uma hora esperando o motorista resolver o problema e ninguém veio ajudar. Imagina se o pneu tivesse estourado? Que horas que a gente ia chegar no trabalho, logo em um dia de chuva? O pior é que essa pedra só entrou entre os pneus porque eles estavam meio vazios. E, detalhe, essa era a primeira viagem do dia. Quer dizer, o coletivo já saiu da garagem com o pneu seco. Aí quem paga o ‘pato’ é a gente. Revoltante!”, desaba um passageiro.

Veja o registro do momento em que o motorista tenta tirar a pedra dos pneus do ônibus.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2017 - Todos os direitos reservados.