Copa do Mundo-2018

Tite repete escalação e ensaia quarteto ofensivo em estreia na Copa

  •  
  •  

O técnico Tite escalou o time titular da seleção brasileira pela primeira vez desde que chegou à Rússia

0
Tite repete escalação e ensaia quarteto ofensivo em estreia na Copa

SOCHI - O técnico Tite escalou o time titular da seleção brasileira pela primeira vez desde que chegou à Rússia, em treino realizado nesta quarta-feira (13), em Sochi. E repetiu a escalação ofensiva colocada contra a Áustria na semana passada.

Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Willian, Coutinho e Neymar; Jesus. Essa foi a equipe que Tite apostou como titular na atividade que só teve 20 minutos abertos à imprensa que está em solo russo.

Com esse time, o Brasil fez 3 a 0 na seleção austríaca no domingo (10), em Viena. Os gols foram de Jesus, Neymar e Coutinho, no que foi o último duelo preparatório para a Copa do Mundo.
A escalação ofensiva é uma aposta de Tite para bater a Suíça no próximo domingo (17), na estreia da equipe brasileira no Mundial, em Rostov-on-Don. O quarteto ofensivo será a arma da seleção contra uma equipe tradicionalmente forte defensivamente.
A Copa do Mundo começa nesta quinta (14), com o confronto entre Rússia e Arábia Saudita, em Moscou.

Paulinho confiante

Aos 29 anos de idade, Paulinho se prepara para disputar a Copa do Mundo pela segunda vez na carreira. Um dos titulares do técnico Tite na Rússia, o jogador do Barcelona se vê no auge e sente a Seleção Brasileira mais confiante do que na edição de 2014 do torneio. “Na minha carreira, sempre superei as adversidades”, disse Paulinho quando indagado sobre as repetidas demonstrações de força que precisou fazer, a última ao chegar ao Barcelona. “Eu me sinto privilegiado por jogar mais uma Copa do Mundo. Tenho certeza que chego no melhor momento da carreira e da vida”, completou.

Paulinho foi convocado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para a Copa do Mundo de 2014 e, colocado no lugar de um vulnerável Fernandinho, participou da humilhante derrota por 7 a 1 diante da Alemanha na semifinal. Experiente, ele sente o time de Tite mais bem preparado.

“É claro que chega com uma confiança maior. Não estamos aqui para comparar, já passou. Mas alguns pontos fazem com que a equipe esteja mais preparada. Em quatro anos, você aprende muita coisa. A Seleção passou por uma evolução grande e vamos aproveitar o momento”, projetou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.