Derrubada

Árvores que faziam parte do cenário do antigo Viva Praia Grande foram removidas

  •  
  •  

No local funcionará um posto de Polícia Civil; moto-taxistas e pessoas que trabalham na área dizem que as árvores foram removidas para a construção de um estacionamento

0
Árvores foram removidas para instalação um estacionamento para posto da Polícia Civil
Árvores foram removidas para instalação um estacionamento para posto da Polícia Civil

Um novo posto de Polícia Civil será instalado no prédio em funcionava o Viva Praia Grande e, como o posto precisará de espaço para estacionamento das viaturas, foi decidido que seriam removidas as árvores que ficam na calçada, derrubando árvores que já estavam no local há vários anos.

Na manhã de ontem, 16, uma equipe fazia a remoção das árvores do local, prejudicando e alterando um cenário de mais de duas décadas, de acordo com quem trabalha pelas redondezas à mesma quantidade de tempo. Oito árvores que foram removidas.

Dácio Borges, dono de uma banca próximo ao novo posto da Polícia Civil, disse que, com a remoção das árvores, os taxistas que utilizavam o espaço como ponto, tiveram prejuízos. “Era bom porque fazia sombra e servia de abrigo para os taxistas e moto-taxistas se protegerem do sol, sem falar que o sol quente vai ‘embrasar’ a frente”.

O moto-taxista Robson Serra, declarou que a instalação do posto da polícia no local é necessário, principalmente nos fins de semana, quando o movimento de turistas e visitantes é maior, por causa das atrações culturais. “Por um lado, vai ser melhor ter um posto policial aqui, no Reviver, mas, por outro lado é negativo porque as árvores faziam sombra para nós, moto-taxistas, e taxistas e os nossos clientes”.

O subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique Carvalho, informou que a remoção das árvores foi feita pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) e que foi realizado um levantamento prévio e que não havia nenhuma árvore que não fosse da espécie ficus.

Carvalho ressaltou que as árvores estavam comprometendo a calçada e que existe um decreto que, em se tratando de árvores da espécie figos, elas podem ser removidas por vários problemas que a espécie ocasiona na cidade.

Em nota , a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) confirmou o que foi informado pelo subprefeito, que a retirada das árvores ocorreu devido à necessidade de visibilidade e segurança na nova sede da Polícia Civil do Estado, e foi feita em consonância com a subprefeitura da localidade.

Por decreto, as árvores popularmente conhecidas como ‘Ficus’, tem a plantação e cultivo proibidos por serem consideradas daninhas, portanto, a retirada não necessita de autorização.

.

SAIBA MAIS

Espécie ficus
Usada popularmente para decoração, de coloração verde e resistente ao sol, serviço até mesmo como abrigo para pessoas, a espécie cresce com facilidade e suas raízes agressivas podem causar prejuízos se plantadas próximos a calçada, ruas e muros de construções. Em algumas cidades, como São Luís, o seu plantio é considerado proibido.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.