Circuito

Sesc Amazônia das Artes traz diversidade na programação

  •  

Evento será encerrado sexta-feira e hoje traz na programação o espetáculo “Alice”, do grupo Face Jovens, de Mato Grosso; apresentação será às 15h30 no Teatro Alcione Nazaré

0
Espetáculo Olhai por Nós será apresentado no Teatro Alcione Nazaré
Espetáculo Olhai por Nós será apresentado no Teatro Alcione Nazaré

SÃO LUÍS - O Circuito Sesc Amazônia das Artes, que prossegue em São Luís até sexta-feira, apresenta nos três dias de programação espetáculos de Mato Grosso, Tocantins e Maranhão em espaços culturais da Praia Grande. O circuito tem o objetivo de fortalecer e divulgar as produções culturais da região amazônica e este ano reúne na programação oficina, shows, performances, mostra de cinema e espetáculos provenientes de estados que compõem a Amazônia Legal.

Na programação de hoje está o espetáculo “Alice”, do grupo Face Jovens, de Mato Grosso. A encenação ocorrerá às 15h30 no Teatro Alcione Nazaré (Praia Grande). Sobre o palco, o grupo mato-grossense conta a história de Alice, que ao não se ver como Fernando, começa a ir para escola com roupas com as quais se identifica. Neste processo, sofre violência de alguns alunos e descaso dos professores que não podem e não querem discutir gênero. Entre as descobertas da adolescência e das fronteiras de seu próprio corpo, Alice luta pelo direito de ser feliz.

Amanhã, às 20h, quem se apresenta também no Alcione Nazaré é o grupo Lamira, do Tocantins. A trupe encena o espetáculo de dança “Olhai por Nós” que fala sobre questões de identidade, crenças, esperança e propõe uma reflexão para a necessidade de um olhar mais tolerante para a grandeza da diversidade.

Encerramento

O encerramento da programação do Circuito Sesc Amazônia das Artes, na sexta-feira, será na Casa do Maranhão, às 19h, com o espetáculo “Atenas: Mutucas, Boi e Body” com a Santa Ignorância Cia de Artes, do Maranhão. O trabalho, de 2017, foi desenvolvido a partir de referências no estudo do trágico, dos tragediógrafos clássicos e dos elementos ritualísticos, físicos, sonoros e visuais do bumba meu boi do Maranhão.

Trata-se de uma das ações da pesquisa “O Tradicional na Cena Contemporânea - Trilogia do Boi - Dramaturgia do Anônimo”, cuja finalidade é o desenvolvimento de dramaturgias e método de preparação física de atores a partir de personagens do folguedo popular maranhense. A montagem é realizada em parceria entre a Santa Ignorância Cia. de Artes e Petit Mort Teatro e é a segunda da “Trilogia do Boi” iniciada em 2010 com “O Miolo da Estória”.

O projeto Sesc Amazônia das Artes vem contribuindo há 11 anos para circulação das manifestações artísticas fora dos grandes centros urbanos. A programação deste ano busca ampliar diálogos formativos, por meio de ações propositivas como debates e intercâmbios entre artistas e comunidade.

Serviço

O quê

Circuito Sesc Amazônia das Artes

Quando

Até sexta-feira

Onde

Espaços culturais da Praia Grande

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.