Abastecimento

População se previne para não ficar sem água em parada programada

  •  
  •  

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão anunciou o desligamento programado do Sistema Italuís na última sexta, 11, por meio de um comunicado

0
Para evitar ficar sem água, população armazena o produto
Para evitar ficar sem água, população armazena o produto

SÃO LUÍS - Após o anúncio de interrupção no abastecimento de água, moradores de bairros afetados se previnem. De acordo com a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), a paralisação no fornecimento é para execução do serviço de interligação da nova adutora com o Sistema Italuís, de 0h de hoje,16, às 13h de sábado, 18.

O Sistema Italuís garante o abastecimento hídrico de 159 bairros de São Luís. Durante desligamentos programados e manutenção do sistema, a população deve tomar medidas preventivas para não ser prejudicada pela falta d’água.

Em diversas áreas da capital, moradores estão se organizando para armazenar o recurso que deverá ser utilizado durante os três dias em que ficarão sem o abastecimento regular. No bairro do Planalto Vinhais II, o estudante João Henrique Azevedo já se preveniu.

“Nós temos três caixas d’água em casa. Duas estão sendo utilizadas para armazenar água desde terça-feira, a fim de evitar que fiquemos sem água no período em que o abastecimento será cortado”, contou o estudante.

Além do armazenamento, a população também tem procurado empresas de abastecimento por caminhão-pipa para não ficar sem água. Algumas destas empresas já estão com agendamento esgotado, como contou o sócio administrador, Daniel Godinho.

“Durante esse período, a procura pelos nossos serviços é enorme. Já estamos com atendimentos esgotados até domingo”, esclareceu.

Outra empresária do setor, que preferiu não se identificar, informou que desde a semana passada, assim que a interrupção foi anunciada, a procura por abastecimento duplicou e foi preciso contratar mais mão de obra para conseguir atender a demanda.

Em nota, a Caema informou que, além dos serviços ligados à nova adutora, será realizada também, neste período, a recuperação da subestação de energia elétrica de captação de água bruta, atividade inadiável que deve resultar em maior confiabilidade operacional.

Ainda segundo a companhia, está sendo montado um esquema emergencial, em parceria com o Corpo de Bombeiros para garantir o abastecimento em hospitais, asilos e postos de saúde, considerados emergenciais. O esquema deverá ser divulgado assim que estiver pronto.

SAIBA MAIS

Relembre

Em 2017, foi anunciado um desligamento programado no abastecimento de água. A suspensão começou no dia 6 de dezembro. Segundo o governo, o corte de fornecimento do produto seria necessário para a finalização da montagem e ativação da nova estrutura da adutora, cujas obras começaram ainda na gestão anterior estadual. Porém, no dia 9 de dezembro, ao contrário do que foi informado pelo governo – de que os serviços haviam sido concluídos 12 horas antes do prazo inicial – a pressão da água e um problema no “sistema Y” da estrutura causou um vazamento. Técnicos da empresa trabalharam incessantemente para a solução do problema, porém, apenas no dia 11 de dezembro o abastecimento foi restabelecido “de forma gradual”.

A nova adutora

A nova adutora tem 20 quilômetros de extensão. A estrutura antiga se tornou precária por causa da falta de investimentos nas últimas décadas. Isso vinha causando vazamentos e cortes frequentes de água em São Luís. Depois de instalado, o novo sistema vai captar 500 litros a mais por segundo. Isso significa 30% a mais de água para 600 mil moradores.

Dicas para armazenar água:

- É importante não deixar a água exposta ao sol, principalmente se for para ser bebida. A exposição ao sol altera o equilíbrio químico do líquido.
- Prefira deixar a água armazenada em lugares escuros e com temperaturas amenas.
- Na hora de escovar os dentes, deixe um copo de água ao lado da pia. Um total de 200 mililitros (quase um copo grande) é suficiente para enxaguar a boca e fazer gargarejos.
- É possível aproveitar a água de cozimento de alimentos, caso esteja quente para desengordurar a louça suja.
- A água da chuva pode ser utilizada, mas não para consumo humano.

Bairros abastecidos pelo Sistema Italuís que ficarão sem água

ZONA 01 - Centro; São Pantaleão; Madre Deus; Goiabal; Codozinho; Vila Bessa; Belira; Lira; Parte da Areinha; Macaúba; Apicum; Camboa; Vila Bangu; Diamante; Vila Passos; Coréia de Baixo; Coreia de Cima; Sítio do Meio; Alto da Boa Vista; Retiro Natal; Liberdade; Tomé de Sousa; Fé em Deus; Floresta; Retiro Natal e Monte Castelo.

ZONA 02 - Apeadouro; Irmãos Coragem; Bairro de Fátima; Bom Milagre; Parque Amazonas; Alemanha; Caratatiua; Vila Ivar Saldanha; Alto da Vitória; João Paulo; Jordoa; Vila Palmeira; Barreto; Túnel do Sacavém; Santa Cruz; Vera Cruz; Cutrim; Radional; Coroado; Parque Pindorama; Parque do Nobres; Redenção; Barés; Filipinho; Sítio Leal; Sacavém; Coheb do Sacavém; Santo Antônio; Vila Conceição; Bom Jesus; Vila dos Frades; Parque Timbira; Alto do Parque Timbira; Primavera; Sítio do Pica Pau Amarelo; Coroadinho.

ZONA 04 - São Cristóvão; Tirirical; Solar das Mangueiras; Parque Universitário; João de Deus; Sítio Pirapora; Vila Itamar; Parque Jaguarema; Parque Sielândia; Residencial Canaã; Alameda dos Sonhos; Vila Lobão; Parque Roseana Sarney; Santo Antônio; São Bernardo; Vila Brasil; Cohapan; Jardim São Cristóvão; Residencial João Alberto; Parque Sabiá.

ZONA 05 - Alto do Calhau; Calhau; Cohafuma; Conjunto Basa; Ilhinha, Jaracaty; Jardim São Francisco; Loteamento Boa Vista; Loteamento Jaracaty; La ravardiere; Ponta D’Areia; Ponta do Farol; Residencial Novo Tempo; Recanto dos Nobres; Renascença I e II; Residencial Ana Jansen; São Marcos; São Francisco; Vila Conceição I e II; Av. Litorânea; Angelim Velho; Bequimão; Cohajoly; Cohama; Condomínio Villagio Esperança; Conjunto Angelim; Residencial Marfim; Conjunto Boa Morada; Conjunto Vinhais; Eco Villagio; Maranhão Novo; Parte do Primavera; Turu; Planalto Cohaserma; Planalto Vinhais I e II; Recanto Vinhais; Residencial Jaqueira; Residencial Vinhais II e III; Rio Anil; Vila Fialho; Villagio do Angelim; Vivendas da Cohama; Vinhais Velho; Olho D’água, Parte do Habitacional Turu.

ZONA 06 - Jambeiro; Porto da Vovó; Sá Viana Novo; Sá Viana Velho; UFMA; Vila Bacanga; Vila Dom Luís; Vila Isabel; Vila Cerâmica; Vila Primavera; Vila Embratel; Vila Nova; Bonfim; Vila Verde; Fumacê; Anjo da Guarda; São Raimundo; Alto da Vitória; Gancharia; Vila São Luís; Vila Ariri; Vila Mauro Fecury I e II; Conjunto Taguatur.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.