Caótica

Avenida “M”, no bairro Radional, acumula problemas diversos

  •  
  •  

A via está repleta de buracos, esgoto a céu aberto escorrendo e lixo por toda parte

0
Lixo descartado irregularmente traz consequências ao bairro
Lixo descartado irregularmente traz consequências ao bairro (Foto: Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS- Asfalto danificado, esgoto a céu aberto escorrendo, vegetação alta no canteiro central e lixo descartado incorretamente. A Avenida “M”, no Radional, em São Luís, apresenta um cenário de abandono.

Por causa do lixo descartado incorretamente, é notável a presença de insetos e urubus. O Estado registrou até um sofá em meio aos entulhos. O mau odor gerado pelo lixo incomoda quem transita na área e os comerciantes e atletas que utilizam uma praça que tem na região.

Matheus Pinheiro, de 22 anos, estava na praça, que fica no canteiro central, com um amigo para praticar exercícios físicos. O estudante relatou a indignação com a precariedade. “Quase dois anos que essa avenida está assim. É muito caótico. Antes tinha um contêiner aqui para descartar o lixo, mas não sei porque foi retirado. Era bom que a Prefeitura enviasse uma equipe para pelo menos fazer algo que amenize a situação do asfalto e retirar esse lixo, que vai se transformar em um lixão”, disse.

Os moradores também denunciam que na via tem árvores ameaçadas de cair, a iluminação pública é precária. Além disso, falta sinalização e abrigo nos pontos de ônibus. O Estado constatou ainda que na academia que fica na praça do canteiro central alguns aparelhos estão com problemas.

Nota

Em relação ao acúmulo de lixo na Avenida M, da Radional, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana informa que faz a remoção do lixo acumulado pelo menos duas vezes por semana ou conforme a demanda e reitera que continuará com as operações de limpeza na região, e que vai incluir o local no cronograma de capina e roçagem. O Comitê ressalta que a situação também é decorrente do descarte irregular feito na localidade, pois a coleta domiciliar ocorre sempre às terças, quintas e sábados, no período diurno.

O órgão pede o apoio dos moradores do bairro Radional para que façam o descarte dos resíduos de forma correta, acondicionando-os em sacos plásticos, na frente do seu respectivo domicílio, nos dias e turnos em que passa o caminhão de coleta, evitando o descarte nos demais dias da semana, o que causa o acúmulo de lixo nas vias públicas, atraindo animais e provocando mau-cheiro.

O órgão informa também que materiais recicláveis e resíduos não coletados através do serviço de coleta convencional, como resíduos de construção civil e restos de poda e capina domésticos, recicláveis como papel/papelão, vidro, plástico e metal, móveis e eletrodomésticos velhos devem ser descartados em um dos 10 Ecopontos já em funcionamento na capital.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa que já disponibilizou abrigos nos principais corredores viários da capital e que realizou um levantamento para indicar as paradas de ônibus nas quais os abrigos necessitam de manutenção, implantação ou substituição no Radional, e que os serviços serão executados conforme cronograma de trabalho, assim como a revitalização da sinalização horizontal e vertical das vias.

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informa que encaminhará equipe ao local citado para avaliar as condições da via para que sejam tomadas as medidas necessárias.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.