Internacional

Livros de maranhense na Feira Internacional de Bolonha

  •  

Duas obras do escritor Wilson Marques foram selecionadas pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil para compor catálogo que reúne parte significativa da produção editorial do país para o público infantil e juvenil

0
Wilson Marques teve obras selecionadas em publicação internacional
Wilson Marques teve obras selecionadas em publicação internacional (Foto: Divulgação/Tereza Ribeiro)

SÃO LUÍS- Dois livros do escritor maranhense Wilson Marques, “Arte e manhas do jabuti” e “Criações - mitos Tenetehara” foram selecionados para o catálogo brasileiro da Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha (Bologna Children’s Book Fair), que acontece de 26 a 29 deste mês, na Itália.

Reunindo parte significativa da produção editorial do país para o público infantil e juvenil, o catálogo, que neste ano homenageia o escritor Ziraldo, é produzido há cinco décadas, exclusivamente para o evento, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), instituição que dita o livro de qualidade para criança e jovem no Brasil.

Para Wilson Marques, “a notícia veio como um verdadeiro prêmio”, uma vez que o catálogo é fruto de uma seleção criteriosa, resultando numa mostra de indiscutível qualidade. Na opinião da especialista em livro e leitura e votante da FNLIJ, bibliotecária Rosa Maria Ferreira Lima, “é motivo de orgulho ter dois livros do escritor maranhense Wilson Marques neste importante catálogo”. Segundo ela, “‘Arte e manhas do jabuti’, com selo da Autêntica, e ‘Criações-Mitos Tenetehara’, pulicado pela Paulus, representam o resgate da literatura infantil e juvenil maranhense, com asas e passaporte para o mundo”.

A Feira de Bolonha é considerada o maior evento internacional do livro infantil e juvenil, constituindo-se, anualmente, em ponto de encontro de editores, escritores ilustradores e especialistas do planeta. “É onde a análise e o aprimoramento da qualidade e a difusão do livro para crianças e jovens acontece”, completa a especialista.

A feira de Bolonha, que vai para a sua 55ª edição, reúne todos os anos mais de mil expositores de 66 países, além de editores, agentes literários, autores e ilustradores. Durante o evento é também anunciado o ganhador do prêmio Hans Christian Andersen, o cobiçado “Nobel da literatura infantil”, já arrebatado pelas brasileiras Lygia Bojunga (1982), Ana Maria Machado (2000) e o escritor e ilustrador Roger Melo (2014).

Enredos

“Arte e manhãs do jabuti”, publicado no ano passado, reúne contos da tradição dos Tenetehara, povo que habita regiões amazônicas no Maranhão. Ilustrado pela artista Taisa Borges, o texto é enriquecido com apresentação assinada pelo poeta e pesquisador da cultura popular, Marco Haurélio.

“Criações”, publicado também em 2017, reúne recontos de mitos dos mesmos Tenetehara. Com apresentação do antropólogo João Damasceno, o livro tem ilustrações de Luciano Tasso.

Vale lembrar que o FNLIJ’s selection of Brazilian writers, illustrators and Publisher não só dá visibilidade às obras no mercado internacional, como serve de referência, aqui no Brasil, para professores, pais, escolas, bibliotecas e secretarias de Educação e de Cultura na hora de montarem seus acervos.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.