Atenção

Período de férias requer mais zelo em relação à segurança

  •  

Com pouca segurança, alguns assaltantes aproveitam o momento de lazer e distração para furtar celulares, carteiras e até sequestrar crianças

0
Nas praias, no caso da criança se perder, é importante buscar ajuda com o salva-vidas ou o Corpo de Bombeiros.
Nas praias, no caso da criança se perder, é importante buscar ajuda com o salva-vidas ou o Corpo de Bombeiros. (Foto: Divulgação)

O especialista em segurança do GRUPO GR, Marcos Roberto Araújo, dá algumas dicas para quem está viajando com os filhos ou pretende visitar parques aos finais de semana. "Com pouca segurança, alguns assaltantes aproveitam o momento de lazer e distração para furtar celulares, carteiras e até sequestrar crianças. Durante o período de férias é preciso ficar ainda mais alerta".

Na maioria dos casos, a prevenção é a melhor solução. Andar de mãos dadas com a criança durante os passeios é sempre recomendável. Evite também aglomerações. Desta forma, não é possível perdê-la de vista. Se estiver na praia, deixa-a brincado próximo de você e quando for ao mar, ou leve-a junto ou deixe outro adulto tomando conta da criança na areia.
- Não incentive o uso de telefone celular por crianças.
- Não é recomendável que crianças carreguem celulares ou câmeras digitais sozinhas para não atrair a ação de criminosos.
- É recomendável que os pais orientem seus filhos para que eles nunca acompanhem estranhos.
- A criança deve ser orientada também a reconhecer e buscar ajuda com policiais, casos se sintam perdidas ou assustadas.
- Se a criança se perder, a primeira coisa a ser feita pelo responsável é sempre procurar pela segurança local.
- Nas praias, no caso da criança se perder, é importante buscar ajuda com o salva-vidas ou o Corpo de Bombeiros.
- Caso precise pedir informações, procure alguém autorizado ou dirija-se a um balcão de informações.
- Não peça ajuda ou informações para pessoas estranhas. Procure se informar sobre o local visitado com pessoas de confiança (recepção dos hotéis ou dono do imóvel locado) antes de sair.
- Não reaja durante um assalto. Mantenha-se calmo(a), por mais difícil que possa ser.
- Lembre-se de que o assaltante está atrás do dinheiro ou pertence de valor e costuma atirar somente quando fica assustado ou acuado, principalmente diante de uma reação da vítima.
- Não use bolsos traseiros para carregar carteira ou dinheiro.
- Previna-se contra a ação dos marginais não ostentando objetos de valor como relógios, joias, pulseiras, celulares, tablets, colares, etc.
- Não saia com grandes quantias de dinheiro ou cartões de crédito se não houver necessidade.
- Não abra a carteira ou a bolsa na frente de estranhos.
- Cuidado com bolsas ou mochilas transparentes, principalmente na praia, pois o marginal vai perceber que você leva documentos, dinheiro, aparelho celular, etc.
- Evite andar por ruas, calçadões e praças mal iluminadas ou em horário muito avançado, principalmente em locais desconhecidos, pois estes são os pontos preferidos pelos meliantes que se aproveitam das condições para atacar suas vítimas.
- Se sentir que está sendo seguido, procure um lugar mais movimentado ou entre num estabelecimento comercial.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.