Recursos

Maranhão recebe R$ 1,7 milhão para Programa Água Doce

  •  

Os recursos provenientes do Ministério do Meio Ambiente são parte da segunda parcela do convênio que vai atender aproximadamente 12 mil pessoas no estado com água de qualidade

0
Programa garante recursos para oferecer água de qualidade para a população
Programa garante recursos para oferecer água de qualidade para a população (Foto: Agência Brasil)

BRASÍLIA - O secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Jair Tannús, anunciou o repasse de mais R$ 1,7 milhão para execução do Programa Água Doce no Estado do Maranhão. O valor é referente ao repasse parcial da segunda parcela do convênio assinado em abril de 2016. “O programa é prioridade do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho na agenda de recursos hídricos”, afirmou o secretário.

Formalizado entre a Secretaria de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do MMA (SRHQ/MMA) e a Secretaria de Agricultura Familiar do Maranhão (SAF/MA), o convênio visa a implantação do Programa Água Doce no estado e tem o valor total de R$ 9,7 milhões.

O secretário Jair Tannús também informou que “a água subterrânea dessalinizada será mais uma alternativa para as localidades do Maranhão, considerando a redução dos mananciais de águas superficiais e a situação de escassez hídrica atual”.

O Programa

O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente em parceria com diversas instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil. Visa ao estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, incorporando cuidados técnicos, ambientais e sociais na gestão de sistemas de dessalinização. O programa atua prioritariamente em comunidades rurais e conta com uma rede de cerca de 200 instituições, envolvendo 10 estados e parceiros federais.

Maranhão

O convênio com o estado do Maranhão tem como meta a implantação e gestão de 30 sistemas de dessalinização em localidades do estado, com potencial para beneficiar aproximadamente 12 mil pessoas. Dos 30 sistemas previstos, 3 serão Unidades Demonstrativas do PAD, com o sistema de produção integrado para produção de peixes e plantas forrageiras para alimentação dos rebanhos.

Frase

“O programa é prioridade do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho na agenda de recursos hídricos”

Jair Tannús

Secretário do MMA

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.