Saúde pública

Doenças respiratórias afetam mais as crianças neste período do ano

  •  

Mudança climática - transição entre a estiagem e a estação chuvosa -, queimadas, poeira e poluição são os principais fatores que causam esses problemas

0
Crianças com problemas respiratórios recebem atendimento no Hospital da Criança, em São Luís
Crianças com problemas respiratórios recebem atendimento no Hospital da Criança, em São Luís (Foto: De Jesus / O ESTADO)

Insuficiência respiratória moderada, insuficiência respiratória leve, bronquiolite, crise asmática e pneumonia. Essas cinco doenças respiratórias lideram o ranking dos problemas de saúde que mais vêm afetando as crianças de São Luís neste período do ano, de transição entre a estiagem e a estação chuvosa. Os dados foram registrados pelo setor de emergência do Hospital Dr. Odorico Amaral de Matos (Hospital da Criança) de junho até o momento. Diarreia ocupa a sexta posição.

De acordo com a diretora clínica do Hospital da Criança, a pediatra Luciane Dualibe da Costa, as doenças respiratórias são causadas por diversos fatores, como, por exemplo, o clima deste período do ano. Um dos fatores que mais favorecem as doenças respiratórias é a mudança climática.

“As queimadas também influenciam muito, pois a fumaça causada pelo fogo é tóxica, e aqui no Maranhão temo uma grande incidência. Outro problema é a poeira e a poluição diária”, disse.

A pediatra também explicou como se prevenir desses tipos de doenças. “Para evitar esses tipos de males nas crianças, é essencial hidratá-las, lavar as mão antes de se alimentar, higiene doméstica e muito cuidado com o ventilador. O recomendado é higienizá-las diariamente”, ressaltou.

O Hospital da Criança de São Luís, realiza cerca de 4.300 mil atendimentos mensalmente, entre emergenciais e ambulatoriais.

SAIBA MAIS

Insuficiência respiratória: é a incapacidade de conseguir respirar sozinho, impossibilitando as trocas gasosas normais e causando o surgimento de sintomas como intensa falta de ar e cor azulada nos dedos ou rosto.

Bronquiolite: é uma infecção infantil comum, em que ocorre o inchaço e acúmulo de muco nos bronquíolos, que são passagens menores de ar presentes nos pulmões. A maioria dos casos é causada pelo vírus sincicial respiratório. Este é um vírus comum que costuma infectar crianças até os 2 anos, principalmente durante as estações frias do ano – com pico maior durante o inverno.

Crise asmática: é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas. O pulmão do asmático é diferente de um pulmão saudável, como se os brônquios dele fossem mais sensíveis e inflamados - reagindo ao menor sinal de irritação. Ninguém sabe exatamente o que provoca asma, uma vez que cada pessoa apresenta uma sensibilidade a gatilhos diferentes. Dessa forma, é importante entender o que causa seus ataques de asma e tentar reduzir a exposição a esses agentes ou buscar tratamentos mais adequados.

Pneumonia: é uma infecção que se instala nos pulmões (órgão duplo localizado um de cada lado da caixa torácica). Pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro). Basicamente, pneumonias são provocadas pela penetração de um agente infeccioso ou irritante (bactérias, vírus, fungos e por reações alérgicas) no espaço alveolar, onde ocorre a troca gasosa. Esse local deve estar sempre muito limpo, livre de substâncias que possam impedir o contato do ar com o sangue.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.