Corrente do bem

História de cãozinho doente em São Luís mobiliza as redes sociais

  •  
  •  

Diagnosticado com leishmaniose e outras doenças, Marley luta pela vida e precisa se submeter a uma cirurgia de alto risco, de custo elevado

0
Marley, de dois anos, luta contra a vida.
Marley, de dois anos, luta contra a vida. (Foto: Reprodução / Instagram)

SÃO LUÍS - Uma corrente do bem está mobilizando as redes sociais em prol de Marley, um cachorro que foi diagnosticado, primeiramente, com leishmaniose e depois com vários outros problemas de saúde, e hoje luta pela vida.

História

Marley sempre foi um cachorro muito alegre e querido por seus donos. Entretanto, no início deste ano foi diagnosticado com leishmaniose, que é uma doença infecciosa, mas não contagiosa causada pelo parasita do gênero Leishmania. Por sempre tomar as medicações regularmente, o animal não aparentava qualquer tipo de sintoma.

Contudo, de acordo com a dona de Marley, Phamella Alcântara, o estado de saúde do cachorro vem piorando. Ao ser levado a um médico veterinário o animal foi diagnosticado, além da Leishmaniose, com babesia, ou doença do carrapato, que é uma das enfermidades mais preocupantes para a saúde dos bichos. Por isso, Marley não conseguia mais realizar atividades básicas como comer, tomar água, levantar e andar, além dos olhos ficarem muito vermelhos por causa da forte dor.

Na madrugada dessa segunda-feira (13), a dona de Marley o levou a uma clínica veterinária 24h. Lá, mais um problema na saúde do cachorro foi descoberto. O animal foi diagnosticado com três pedras na vesícula, e nefropatia com tendência à crônica, que é uma doença ou dano no rim do bicho que pode, eventualmente, levar a uma insuficiência renal.

Com o diagnóstico do quadro clínico do cachorro, os donos de Marley afirmam terem apenas duas opções: ou optam por uma cirurgia de grande risco, ou então a eutanásia do animal, conforme orientação dos médicos veterinários responsáveis.

Com a cirurgia, Marley possui apenas 20% de chance de sobreviver. Ainda assim, os donos do animal escolheram essa forma de tentarem salvar o cachorro.

De acordo com informações da dona de Marley, o tratamento do animal custa em torno de R$ 4 mil. Por não ter condições de custear, Phamella Alcântara começou a campanha da vaquinha para arrecadar fundos para ajudar a salvar a vida do cachorro. “Eu conversei com uma amiga e ela me deu a ideia de fazer a vaquinha na internet”, conta Phamella.

Para quem ainda tem dúvida 👆🏻

Uma publicação compartilhada por Marley Silva Alcântara (@marley.s) em

Corrente do bem

Phamella já tinha criado um perfil para Marley no Instagram. Lá, ela mostrava fotos de momentos do cãozinho. O perfil era fechado. Mas após contar a história do animal em sua página pessoal, o Instagram de Marley começou a receber vários pedidos de solicitação de pessoas solidárias e comovidas com a história.

Uma vaquinha online foi criada para arrecadar fundos para o tratamento de Marley. Em menos de 24h, a poupança já conta com uma arrecadação de R$ 470.

Gratidão

Muitas pessoas começaram a compartilhar a história de Marley nas redes sociais. A corrente do bem, em uma tentativa de salvar a vida do cãozinho, provocou em Phamella, dona do animal, um enorme sentimento de gratidão. "Só sei explicar o que sinto nesse momento em uma palavra: gratidão", expressa a "mãe" de Marley.

Saiba como ajudar: VAQUINHA ONLINE

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.