Benefício

Alimentos arrecadados durante peça teatral são entregues a comunidade

  •  
  •  

Cestas são oriundas da bilheteria da peça Vidas Profanas, encenada nos dias 4 e 5 de agosto deste ano no Teatro Alcione Nazaré.

0
 Moradores do bairro Desterro receberam cestas básicas.
Moradores do bairro Desterro receberam cestas básicas. (Foto: De Jesus / O ESTADO)

SÃO LUÍS - As 500 cestas básicas montadas a partir da arrecadação de alimentos oriundos da bilheteria da peça Vidas Profanas, encenada nos dias 4 e 5 deste mês no Teatro Alcione Nazaré, foram entregues para pessoas de baixa renda em ato realizado na sexta-feira,11, no Convento das Mercês. Além do Asilo de Mendicidade, a comunidade do bairro Desterro também foi beneficiada.

A entrega dos alimentos começou às 17h. Uma enorme fila se formou com pessoas interessadas em receber o benefício. “A comunidade está agradecida pela ajuda. É importante contar com iniciativas como esta, que fazem bem a todos”, disse Denis Cutrim, representante do Desterro.

O ato foi prestigiado pelo juiz José Eulálio Figueiredo, autor da obra “Vidas Profanas” que inspirou a peça teatral do mesmo nome. O livro, lançado em 2015, é motivo de orgulho para o magistrado. “´Nunca pensei que a minha obra teria esta repercussão e que serviria de canal ou de inspiração para atos de caridade como este. Fico muito feliz em ter meu nome atrelado a esta iniciativa”, afirmou.

Uma das moradoras beneficiadas foi Maria da Costa Mercês, moradora do Desterro há mais de 30 anos. “Eu estou muito feliz por receber esta cesta básica. Somente quem passa necessidade sabe da importância de receber um alimento como este”, afirmou.

Sobre a obra

O livro e a peça “Vidas Profanas” contam a história da chamada Zona do Baixo Meretrício, instalada a partir da segunda metade do século XX, nas ruas 28 de julho e da Palma, no Centro de São Luís, em casarões que hoje estão em ruínas. Para o autor da obra, trata-se de uma parte importante da cidade de São Luís. “Por isso é que me atrevo a contá-la, com a visão que tive entre meus 10 a 17 anos de idade”.

Nova temporada

De acordo com os organizadores, está prevista para o dia 15 do próximo mês, em local a ser confirmado, o início da nova temporada do espetáculo “Vidas Profanas”. Segundo Léa Zacheu, uma das organizadoras, a nova fase da peça tem tudo para ser um sucesso. “Estamos fazendo novas adaptações ao roteiro e inserindo partes novas. Temos certeza de que o público irá gostar”, finalizou.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.