Eleições 2018

Roberto Rocha descarta composição com Flávio Dino

  •  
  •  

Senador diz que comunista apresenta ao Maranhão apenas um simulacro de mudança

0
Roberto Rocha e Flávio Dino estiveram juntos em 2014, mas apenas se toleram
Roberto Rocha e Flávio Dino estiveram juntos em 2014, mas apenas se toleram (Foto: Arquivo)

A motivação foi uma nota da coluna Estado Maior, de O Estado. Mas as revelações contidas na escrita do senador Roberto Rocha (PSB), no fim de semana, deixam definitivamente claro o seu posicionamento em relação ao governo Flávio Dino (PCdoB) e ao próprio governador.

“Nada em minha postura autoriza afirmar que aguardo um posicionamento do governador, muito menos concluir que isso me levaria a compartilhar o mesmo palanque nas próximas eleições”, diz Rocha, descartando a possibilidade de compor com o Dino em 2018, especulação feita por aliados de Dino do próprio senador.

Roberto Rocha quer uma eleição em que estejam presentes tanto Flávio Dino quanto a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

A política menor, sempre ela, se sobrepôs às necessidades urgentes do povo maranhense. Vale dizer, me afastei com críticas públicas, diretas e no campo estritamente político” Roberto Rocha, senador.

“Quero disputar com Flávio Dino e Roseana Sarney. Os dois tiveram meu apoio para chegarem ao governo, mas me afastei de ambos os governos, logo no primeiro ano, por verificar que não formularam um plano de gestão para o desenvolvimento do nosso Estado”, disse ele.

Apesar das negativas de Roberto Rocha, seus próprios aliados têm falado de possibilidades de reaproximação com Dino. Nessas conversas, a principal lamentação é “Flávio não sabe usar as forças políticas ao seu favor”.

Na nota encaminhada a O Estado, o senador ressalta que, também no governo Flávio Dino, as promessas de campanha foram esquecidas pelo interesses políticos. “A política menor, sempre ela, se sobrepôs às necessidades urgentes do povo maranhense. Vale dizer, me afastei com críticas públicas, diretas e no campo estritamente político”, frisou.

Embora negue que esteja em uma agenda de campanha, Robeto Rocha admite que está atuando no interior do estado, mas com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento do estado. E neste ponto alfineta novamente o ex-aliado comunista.

“O Maranhão não merece ser apenas o simulacro de uma mudança que nunca acontece”.

Mais

Teve forte repercussão nos bastidores políticos o artigo do ex-deputado estadual Joaquim Haickel, publicado na edição de fim de semana de O Estado. No texto, intitulado “O fator Roseana”, Haickel analisa os efeitos de uma eventual candidatura de Roseana Sarney (PMDB) ao Governo do Estado, lembra que a classe política tem ansiado por uma decisão da ex-governadora neste sentido e vaticina: “Só Flávio Dino tem algo a perder com uma candidatura de Roseana”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.