Violência

Em um mês, taxa homicídios na Grande Ilha cresceu 50%

  •  
  •  

Enquanto nos 18 primeiros dias do mês de maio foram registrados 18 assassinatos nos quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís, neste mês, no mesmo período, ocorreram 27 crimes, 22 deles com uso de arma de fogo

0
IML
IML (Foto: Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - A taxa de crimes apresentou crescimento de 50% em 30 dias na Região Metropolitana de São Luís. Enquanto que, nos 18 primeiros dias do mês de maio deste ano, houve 18 crimes nos quatro municípios da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa), somente neste mês de junho o saldo, no mesmo período, é de 27 homicídios. A maior parte deles teve como vítimas pessoas atingidas por arma de fogo.

Somente neste fim de semana, até o fechamento desta edição, nove corpos deram entrada no Instituto Médico Legal (IML). Deste total, três em decorrência de homicídios. O caso de maior repercussão aconteceu no sábado (17). Um jovem de 22 anos identificado por Gabriel Oliveira Afonso foi morto após tentar assaltar um coletivo na avenida dos Africanos. De acordo com testemunhas, um homem – que ainda não havia sido identificado pela polícia – assim que o homem anunciou o assalto, carregou uma arma e disparou contra o assaltante, que veio a óbito no local. Ainda de acordo com testemunhas, outro assaltante que estava com o que morreu, no momento da ocorrência, fugiu.

O outro homicídio deste fim de semana, de acordo com informações do IML, também ocorreu no sábado (17). Um homem identificado por Ronaldo dos Santos, de 21 anos, foi morto por homens por arma de fogo. Até o fechamento desta edição, o IML ainda não havia confirmado o local do homicídio.

Por fim, deu entrada um homem cujo corpo era oriundo do Tajaçuaba, Zona Rural de São Luís. Segundo o IML, trata-se de Roberto Souza Santos, cuja idade não foi revelada. De acordo com o relatório do IML, o homem foi morto por arma branca. As circunstâncias do crime ainda são desconhecidas.

Ocorrências

Dos 27 homicídios registrados este mês na Grande Ilha, a maior parte deles (70%) ocorreu na capital maranhense. Do total de crimes, em 22 casos as vítimas foram mortas por arma de fogo. Em apenas três casos houve o uso de arma branca.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.