Tragédia

Acusado de estupro morre em confronto

  •  
  •  

Rozeno Neto, acusado de estuprar as enteadas, mantinha a mulher refém em Tasso Fragoso

0
Rozeno Neto, morto pela polícia
Rozeno Neto, morto pela polícia (Foto: Divulgação)

Tasso Fragoso - O estuprador Rozeno da Silva Neto – que manteve durante nove dias a esposa dele, Eliane Antunes Barboza, de 34 anos – em cárcere privado morreu na madrugada de ontem (18) em Tasso Fragoso (distante 680 quilômetros da capital maranhense) após confronto com a polícia. Horas antes do fato, a Polícia Militar do Maranhão (PM) informou que a esposa do estuprador havia sido libertada.

Após a liberação da mulher sequestrada, ainda de acordo com informações da polícia, houve diligências na cidade de Tasso Fragoso, em busca do paradeiro do sequestrador. Ele foi localizado em uma área de matagal da cidade e, segundo a polícia, assim que percebeu o cerco, o sequestrador teria ameaçado os policiais com um facão.

Já a mulher dele, até ontem (18), ainda permanecia internada em um hospital público do município sob cuidados médicos, pois estava debilitada. Antes do sequestro, Rozeno da Silva teve prisão decretada após estuprar as duas enteadas dele, uma de 8 anos e a outra de 10 anos.

A polícia confirmou ainda que a filha de Rozeno – que não teve o nome revelado e que seria apenas filha de Rozeno e não de Eliane Barboza – morreu horas antes da morte do pai. De acordo com as investigações, era ela quem levava roupas e mantimentos a Rozeno, enquanto sequestrava a esposa.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.