Balanço

Polícia já apreendeu este ano mais de 2 t de drogas na Ilha

  •  
  •  

Apreensões foram de maconha, crack e cocaína; na última quinta-feira, um total de 300 kg de maconha foi apreendido no município de Raposa por policiais da Senarc, que prenderam quatro traficantes

0
Carlos César, Joarbson Silva, Paulo Roberto e João Fernando, na delegacia com os 300 kg de maconha
Carlos César, Joarbson Silva, Paulo Roberto e João Fernando, na delegacia com os 300 kg de maconha (Foto: Biné Morais / O ESTADO)

SÃO LUÍS - Mais de 2 toneladas de drogas foram apreendidas de janeiro a junho deste ano na Região Metropolitana de São Luís. O prejuízo para os traficantes chega a aproximadamente
R$ 5 milhões com a perda desses entorpecentes. Apreensões de armas e prisões de traficantes também foram efetuadas ao longo desse período.

As drogas, entre crack, maconha e cocaína, foram apreendidas pela Superintendência Estadual de Combate ao Narcotráfico (Senarc) durante ações realizadas na capital maranhenses e nos municípios de Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Na noite de quinta-feira, 15, um total de 300 kg de maconha foi apreendido durante uma operação realizada pela Senarc no município de Raposa.

Apresentação
O resultado da operação foi apresentado durante coletiva realizada ontem, na sede do órgão, no Bairro de Fátima. De acordo com o delegado Carlos Alessandro Rodrigues, titular da Senarc, os policiais, por meio de um trabalho de investigação, foram informados de que um carregamento de drogas havia chegado ao município e, por isso, desenvolveram a operação para apreender o entorpecente e capturar os responsáveis.

Por volta de 21h da quinta-feira, os policiais fizeram uma barreira na MA-203, rodovia que liga a capital maranhense ao município de Raposa, nas proximidades do bairro Pirâmide. Poucos minutos depois, foi dada a ordem de parada para um veículo modelo Corsa, mas o seu condutor não obedeceu à ordem da polícia. Iniciou-se, então, a perseguição.

Os traficantes que estavam no carro foram perseguidos e alcançados na Avenida dos Holandeses. Tratava-se de Carlos César Rabelo Serra, de 33 anos de idade, e Joarbson Silva Cutrim, de 28 anos. Ao fazer a inspeção dentro do automóvel, os policiais encontraram 50 kg de maconha prensada, que estavam divididos em vários tabletes.

Após a apreensão, os dois traficantes levaram a policia até o local onde se encontrava o restante da droga e os outros que faziam parte do bando. Chegando ao local, na Rua São João, no bairro da Vila Nova, em Raposa, os policiais foram recebidos a tiros pelos criminosos. Houve, então, troca de tiros com os agentes da Senarc e os bandidos conseguiram fugir.

Contudo, dentro da casa, os policiais conseguiram prender Paulo Roberto dos Reis dos Santos, de 24 anos e João Fernando Nascimento dos Santos, de 31 anos. No local, os policias encontraram 250 kg de maconha, além de dinheiro, balança de precisão e outros objetos.

O total de drogas apreendidas foi 300 kg, a maior já efetuada no município de Raposa. Elas estavam avaliadas entre R$ 450,00 a R$ 500,00. Além disso, também foram apreendidos cadernos de anotações com nomes de pessoas que receberiam as drogas.

De acordo com o delegado Carlos Alessandro, as operações seguem no sentido de localizar e prender outras pessoas que também faziam parte da quadrilha. “As investigações vão continuar com o mapeamento das áreas para onde as drogas iriam. Sabemos que há mais gente envolvida”, disse. Os presos na operação foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde vão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. l

Fique sabendo

Maconha é a mais apreendida

De acordo com o levantamento feito pela Senarc, de janeiro à junho deste ano mais de 2 toneladas de drogas foram apreendidas pela superintendências em suas operações. A maior parte foi de maconha, que somou 2.032 kg. O crack somou 23 kg e a cocaína foram sete quilos. O prejuízo para os traficantes foi de quase R$ 5 milhões.

Os dados da superintendência mostram ainda que foram apreendidas este ano 34 armas; cumpridos 37 mandados, sendo 15 de prisão e 22 de busca e apreensão; e presas 80 pessoas, sendo 66 homens e 14 mulheres.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.